Casa Created with Sketch.

Minimalismo e ‘good vibes’ em apartamento de 60 m² para jovem moradora

A reforma transformou o projeto de interiores deste apartamento e deixou tudo cheio de personalidade

 (Julia Ribeiro/Casa.com.br)

Um apartamento minimalista e ‘good vibes’. Foi praticamente este o pedido da moradora ao contratar o arquiteto Antonio Armando do Araújo para desenvolver o projeto de sua primeira residência própria.

 (Julia Ribeiro/Casa.com.br)

Localizado entre a região do Ipiranga e da Aclimação, o apartamento com 60 m² foi reformado, teve paredes derrubadas e áreas integradas para garantir uma circulação livre e espaços sociais mais amplos. “A cozinha era fechada. Nós demolimos as paredes para integrá-la com a sala de estar”, revela Antonio. A varanda foi envidraçada e anexada à sala, que também recebeu parte da metragem do segundo dormitório. A suíte master foi ampliada com a derrubada das paredes deste outro quarto – dando mais espaço para a área íntima.

 (Julia Ribeiro/Casa.com.br)

A rede localizada bem no meio da área social representa um desejo da moradora: ter um canto especial para ler e descansar por horas. Com as suas tramas artesanais, o modelo quebra a atmosfera essencialmente urbana do projeto – que investiu em uma paleta de tons neutros, como branco e preto (que pode ser visto nos armários da cozinha, por exemplo), com alguns toques de cor amarela nos móveis e acessórios.

 (Julia Ribeiro/Casa.com.br)

Uma mesa de madeira ganhou destaque por sua função multiuso. Ela integra a cozinha e a sala de TV e serve, ao mesmo tempo, como bancada de refeições e aparador. Outro destaque no mobiliário é o sofá-cama em tons de púrpura na varanda. Repare que o arquiteto não usou tapetes na área social, deixando o destaque para o piso de porcelanato que imita madeira.

 (Julia Ribeiro/Casa.com.br)

O décor ficou completo com peças do acervo pessoal da moradora e objetos trazidos de viagens. “Ela nos pediu algo para colocar os budas bem na entrada, pois, dariam as boas vindas aos visitantes. Colocamos em prateleiras suspensas com suportes invisíveis”, revela. O resultado foi um décor minimal e contemporâneo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s