Em três meses, um canto na praia

Tudo era pouco: o dinheiro, a área e o tempo para construir. Mas o resultado é o máximo: uma casinha charmosa, com sacada e varanda

Por Redação Atualizado em 14 dez 2016, 11h55 - Publicado em 13 nov 2006, 15h08

Por que esta casa é econômica: estrutura de eucalipto, piso de ardósia, portas e janelas feitas na obra

Projeto: Oscar Miletti

Um título para uma foto sem titulo

Todas as férias, o surfista argentino Guido Miletti, de 23 anos, se mandava para Florianópolis. Só para pegar uma onda? Não, apesar de afeito ao mar, ele tinha os pés fincados no chão. Como forma de pagar suas estadas, ajudava o tio arquiteto, Oscar Miletti, radicado no Brasil, a fazer trabalhos de marcenaria e a pintar casas. “Desde pequeno eu brincava com martelos e pregos”, conta ele, que aos poucos transformou o divertimento em ofício. Em 2001, já familiarizado com o lugar, encontrou um terreno plano, de 15 x 24 m, a 300 m da praia, que se encaixava nos seus planos e no seu bolso. Já de saída uma vantagem: como ficava numa região de dunas, portanto seca, foi desnecessário fazer sondagem. A filosofia de trabalho do tio tinha tudo a ver com o que Guido queria do refúgio: despojamento e economia. “Opto pela simplicidade das formas e mantenho o orçamento enxuto, mas o que prevalece é a qualidade espacial do projeto e sua relação com o entorno”, explica o arquiteto. Por isso, a casa com 72 m2 de área construída tem aberturas amplas, que deixam entrar luz, ar e a vista. “Gosto de ver o céu de dentro da casa”, resume Oscar. Materiais bem comuns revelam a porção da economia. Estrutura de eucalipto e piso de ardósia são bons exemplos. E nada como ter habilidade na área: tio e sobrinho fizeram na obra as janelas de réguas de angelim e as portas de pínus. Mais do que a intenção de manter o orçamento em rédeas curtas, Guido fez essas opções por gosto: “Mesmo se tivesse mais dinheiro, teria erguido esta mesma casa”.

Um título para uma foto sem titulo Um título para uma foto sem titulo Um título para uma foto sem titulo

Continua após a publicidade

Publicidade