Casa JY, de Arthur Casas, é composta por dois volumes distintos

O imóvel de férias é composto por dois volumes distintos – aposta do profissional para dividir as áreas sociais e privativas do lar

Por Alex Alcantara Atualizado em 17 fev 2020, 16h09 - Publicado em 23 abr 2019, 11h17
Divulgação/Casa.com.br

Os projetos de Arthur Casas são sempre marcados pela exuberante arquitetura e fachadas emblemáticas, como também toda a solução sustentável para construção e criação dos seus trabalhos. Esta morada, localizada em São Paulo, não foge desses conceitos.

Divulgação/Casa.com.br

A Casa JY, um imóvel de férias, é composta por dois volumes distintos – aposta do profissional para dividir, de forma estética e irreverente, as áreas sociais e privativas do lar.

Divulgação/Casa.com.br

“O maior desafio do projeto foi a execução de grandes oscilações e vãos em uma estrutura muito fina. A solução foi usar os espaços entre os andares para criar vigas invertidas. O revestimento da fachada da casa foi executado em alumínio cinza com chumbo, o que permite pouca manutenção e diferencia a residência dos vizinhos”, explica Arthur.

Continua após a publicidade

Divulgação/Casa.com.br

No térreo fica toda a área social, que é totalmente integrada ao exterior, com vista para o campo de golfe logo à frente. Um móvel comprido, de madeira freijó, divide a sala de jantar e a cozinha, dando uso para ambos os lados e criando um corredor de acesso, que liga a entrada da casa ao final da sala de jantar. Além da área social, que é diretamente conectada ao terraço e à piscina externa, o piso térreo incorpora duas suítes.

Divulgação/Casa.com.br

Já no volume superior, estão as as suítes privativas, mais protegidas. A principal tem uma antecâmara própria, que os moradores podem usar como escritório e sala de estar íntima. Há também neste volume uma academia e um salão de jogos, ambos com acesso totalmente independente.

Divulgação/Casa.com.br

Além de toda expertise arquitetônica, a Casa JY possui aquecimento solar de água, telhado verde, deck de madeira de plástico e circulação de ar cruzado, o que reduz a necessidade de uso de ar-condicionado, minimizando os impactos ao meio ambiente e atendendo a requisitos sustentáveis.

Continua após a publicidade

Publicidade