Arquitetas escolhem seus revestimentos preferidos

Recentemente associadas, as arquitetas Andrea Lucchesi, Merê Esteves e Carolina Razuk compartilham um passado comum e muita afinidade ao projetar espaços alegres e atuais

Por Reportagem visual Deborah Apsan | Texto Tatiane Domiciano | Fotos Zé Gabriel Atualizado em 19 jan 2017, 13h45 - Publicado em 4 set 2014, 22h22
00

A amizade é antiga: vem da época de escola e percorre todo o curso de arquitetura na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), onde o trio paulistano se formou em 2008. Já a sociedade está fresquinha. Hábeis em criar projetos ao mesmo tempo funcionais e descontraídos, Andrea, Merê e Carolina adoram buscar o que há de novo no mercado e experimentar materiais e acabamentos. Do portfólio delas constam obras residenciais, comerciais e soluções para interiores, sempre vibrantes e incrementadas como o ambiente ao lado – reforma assinada em parceria com o designer Diogo Graziano.

 

01-materiais-construção

1. A peroba-rosa de demolição, com 20 cm de largura e 2 cm de espessura, está à venda por R$ 270 o m2, no Portal do Assoalho.

2. Pastilha cerâmica calcita (5 x 5 cm), da Atlas, para revestir piso e parede. Por R$ 99,63 o m2.

3. Piso vinílico Inter Wood (Interfoor, ref. jatobá, Wr303). Cada régua mede 15,2 x 91,4 cm (com 3 mm de espessura) e sai por R$ 89 o m2, na Soluzione Revestimentos.

4. Aparente, o cano de cobre combina com a torneira do mesmo metal. O tubo de 1” de diâmetro e 2,50 m de comprimento custa R$ 77,90, na nicom.

 

02-materiais-construção
Continua após a publicidade

5. Esta nuance (Suvinil, ref. brasa, r260) se aproxima à da tinta aplicada no batente. O galão (3,6 litros) de látex acrílico semibrilho vale R$ 192, na Tintas MC.

6. Ladrilho hidráulico modelo Gaivota, nas cores tijolo e vermelho especial. Da Ornatos, R$ 140 o m2.

 

03-materiais-construção

1. Antes de se transformar em bancada, a peroba-rosa recebeu resina de poliéster para ficar protegida da umidade.

2. Discreta, a pastilha branca convive bem com o chamativo painel.

3. Em vez de madeira, o piso ganhou uma imitação vinílica, mais prática no dia a dia.

4. O tacho de cobre faz as vezes de cuba e, com a torneira (comprada num antiquário), dá o toque vintage ao banheiro.

5. A moldura foi laqueada seguindo o matiz 1505 C da cartela Pantone. Execução da Eduardo Moreno Marcenaria.

6. Os tons dos ladrilhos hidráulicos ditaram as cores do projeto todo.

Continua após a publicidade

Publicidade