Apartamento de 88 m²: menos paredes, sob medida para uma jovem

Paredes vieram abaixo para melhorar a circulação nos 88 m² deste apartamento. Aqui, a jovem moradora é acolhida por espaços onde trabalha e recebe os amigos.

Por Por Deborah Apsan (visual) e Helena Tarozzo (texto) | Projeto Pascali Semerdjian Arquitetos | Fotos Evelyn Müller Atualizado em 20 jan 2017, 15h25 - Publicado em 8 abr 2015, 20h07

” Quando encontrei este imóvel, logo notei seu potencial. Localizado numa silenciosa rua no bairro paulistano de Pinheiros e com vista para a copa das árvores, foi mesmo um achado.No entanto, a planta original não correspondia àquilo que eu esperava. Havia dois dormitórios, e o corredor ocupava um trecho do estar. Já que moro sozinha, minha vontade era ter um espaço aberto, adequado tanto como escritório quanto para receber amigos, que sempre estão por perto e aparecem para uma happy hour ou um jantar. Nas mãos dos arquitetos Domingos Pascali e Sarkis Semerdjian, muitas paredes foram demolidas, o que melhorou a circulação. De dois quartos se fez um, e este ficou bem espaçoso, assim como meu banheiro. Por sua vez, a cozinha se integrou parcialmente à sala, e o lavabo migrou para próximo desses dois cômodos, separando a ala social e de trabalho da privativa. Embora eu seja economista e hoje esteja atrelada ao cinema, já me envolvi com urbanismo, e, para mim, a beleza está no que alia forma à função. Na minha casa não seria diferente– não queria nada pretensioso ou sem utilidade. Aqui, tudo está à mão. O projeto é prático e neutro porém aconchegante. A princípio, relutei em aceitar algumas sugestões, como o revestimento que cobre a bancada e a espessura das paredes da cozinha. Só com a reforma terminada entendi a proposta de delimitar cada canto com diferentes materiais. Na sala, onde fica o home office, a estante de metal, apesar de delicada, impõe a atmosfera de trabalho. O apartamento conseguiu um misto de abertura e setorização: supera o problema da mobilidade por meio da integração dos espaços, mas respeita minha privacidade. Ele acaba sendo multifuncional, como eu. Posso criar, receber ou praticar ioga e me recolher quando preciso”, conta a moradora Fernanda.

AS BOAS IDEIAS DESTE PROJETO

abre-apartamento-de-88-m2-menos-paredes-sob-medida-para-uma-jovem

1) Focos de luz. Únicos pontos de iluminação que pendem do teto, os lustres de diferentes formatos garantem claridade acima da mesa.

2) Efeito Brutalista. Depois de descascar as paredes, estucou-se o concreto para corrigir as imperfeições.

3) Móvel polivalente. Ao mesmo tempo que armazena roupas de cama, o armário esconde o ar-condicionado e o duto de ventilação dos banheiros.

Continua após a publicidade

4) Cozinha à vista. Na espessura das paredes e na bancada, o acabamento de Corian (DuPont) define o espaço.

5) Iluminação indireta. Canaletas de aço-carbono (3 mm) nesta lateral, sobre o armário (à esq.) e a estante usam o teto como grande rebatedor.

6) Azulejos dentro e fora. Os tijolinhos cerâmicos (Eliane) estendem-se pela parte externa do balcão, demarcando a área.

7) Paginação vintage. O piso de madeira antigo foi trocado por tacos no padrão espinha de peixe (Parquet SP).

 

SIMPLICIDADE FUNCIONAL

O projeto resolveu a atravancada circulação da planta original sem deixar de setorizar as atividades da moradora. Área : 88 m2; Execução, Projetos elétrico e hidráulico: Persona Engenharia; Luminotécnica: Companhia de Iluminação.

planta-apartamento-de-88-m2-menos-paredes-sob-medida-para-uma-jovem
Continua após a publicidade

Publicidade