Casa Created with Sketch.

Apartamento antigo: reforma garante acessibilidade e décor charmoso

Com seis meses de obra, o imóvel ganhou ambientes mais amplos e decoração pautada por escolhas econômicas, mas sem abrir mão da elegância

 (Juliano Colodeti (MCA Estudio)/Casa.com.br)

O projeto deste apartamento de 90 m², no Leblon, Rio de Janeiro, tem uma característica interessante: ele ganhou mais acessibilidade no projeto de reforma, comandado pelo arquiteto Nilton Montarroyos, para acomodar a nova moradora, com mobilidade reduzida. Ana Vinteira viu no imóvel a oportunidade ideal para trazer sua mãe, uma professora aposentada, para morar mais perto e poder cuidar dela.

Localizado em um edifício dos anos 1950, o apartamento teve os ambientes remodelados e a decoração partiu do zero. Tudo isso em seis meses, durante o período de quarentena. “Como a obra ocorreu por motivos de saúde, para se adequar às necessidades da moradora, obtivemos autorização para finalizá-la durante a pandemia, mas com todos os desafios de realiza-lá com o comércio fechado”, conta o arquiteto.

 (Juliano Colodeti (MCA Estudio)/Casa.com.br)

Outro desafio foi atualizar a planta em tão pouco tempo. Segundo Nilton, o layout do imóvel tinha dois grandes problemas. O primeiro deles é que o único banheiro do apartamento havia sido dividido em dois em uma obra anterior e resultado em dois ambientes muito pequenos. “Nesta reforma, transformamos novamente esse banheiro em apenas um, atendendo apenas à suíte, e criamos outro banheiro, com dimensões generosas, onde antes era a cozinha”, explica o arquiteto.

O segundo problema era o desequilíbrio os tamanhos dos quartos, bem grandes, em relação à metragem reduzida da sala de estar e jantar. “Com a remodelação e abertura para a nova cozinha, conseguimos ampliar visualmente a área social, sem alterar a dimensão dos quartos”, revela Nilton. Assim, a parede entre a sala e a área de serviço foi demolida, criando ali uma nova cozinha integrada. “Minha mãe adora cozinhar para os filhos e amigos, então a ideia foi possibilitar que ela interagisse conosco durante o preparo das refeições”, comemora Ana.

 (Juliano Colodeti (MCA Estudio)/Casa.com.br)

Outros cuidados também foram considerados para atender à acessibilidade do projeto, como liberar as áreas de circulação e alterar as medidas das portas, permitindo assim a livre passagem da cadeira de rodas ou do andador. Os banheiros também foram adaptados com barras de apoio e boxes nivelados, sem obstáculos.

A decoração também se adaptou, mas sem perder o charme. Nilton optou por tapetes de menor espessura e fixados ao piso e evitou peças como mesas de centro para não criar obstáculos. Já na mesa de jantar, a cabeceira é livre para o encaixe da cadeira de rodas.

O arquiteto precisou considerar o custo-benefício, pois a mudança de última hora deixou o orçamento limitado. “Realizamos um verdadeiro garimpo de peças com custo acessível, em lojas de varejo e até mesmo em comércio popular como o Saara, mas que tivessem design arrojado e moderno. Cadeiras, mesa, estofados, decoração, todas as peças seguiram esse norte.
O resultado foi surpreendente e provou que não é necessário um custo exorbitante para se alcançar um visual sofisticado”, defende o arquiteto.

 (Juliano Colodeti (MCA Estudio)/Casa.com.br)

Com base de tons claros, o projeto ganhou uma atmosfera contemporânea e atemporal, com bastante iluminação natural. Na área social, destacam-se elementos na cor preta e o piso de madeira, que traz sensação de conforto. Já nos quartos, chamam a atenção os papéis de parede usados nas cabeceiras. O escritório, por sua vez, traz uma decoração prática, com direito a sofá-cama para os dias de casa cheia.

 (Juliano Colodeti (MCA Estudio)/Casa.com.br)

Nilton acredita que o mantra deste projeto é “equilíbrio” e conclui: “alcançamos, aqui, um bem-vindo equilíbrio entre modernidade e sobriedade, simplicidade e requinte, design e aconchego, qualidade e custo acessível, que foi resultado da confiança e perfeita sinergia entre cliente e arquiteto”.

 (Juliano Colodeti (MCA Estudio)/Casa.com.br)

 

Para ver mais fotos deste apartamento, navegue na galeria de imagens abaixo!

 

 

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.