Praça Vladimir Herzog é inaugurada no centro de SP

Localizado atrás da Câmara Municipal, o espaço será um memorial do jornalista morto durante a Ditadura Militar

Por Redação do site Catraca Livre Atualizado em 14 dez 2016, 12h40 - Publicado em 24 out 2013, 18h37
praca_vladimir_herzog_-_divulgacao-450x286

No dia 25 de outubro de 1975, o jornalista Vladimir Herzog foi encontrado morto em uma cela do DOI-CODI, órgão de inteligência e repressão do Regime Militar. No dia 25 de outubro de 2013 é inaugurada a Praça e Memorial Vladimir Herzog. 38 anos depois de sua morte, “Vlado”, como era conhecido, virou praça.

O espaço está localizado atrás do prédio da Câmara Municipal, no início da Rua Santo Antônio, confluência com a Praça das Bandeiras. A nova praça ainda terá um mosaico feito com base na obra “25 de Outubro”, de autoria do artista plástico Elifas Andreato. A intenção é prestar uma homenagem ao civil que morreu em decorrência da tortura, comandada por agentes da Ditadura Militar.

A “Praça e Memorial Vladimir Herzog” é uma iniciativa da Câmara Municipal de São Paulo, com o Instituto Vladimir Herzog, uma organização sem fins lucrativos que procura “contribuir para a reflexão e produção de informações que garantam o direito à vida e o direito à justiça”. O instituto entrega anualmente o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

tit-catraca-livre

Matéria publicada originalmente no site Catraca Livre.

Continua após a publicidade

Publicidade