Bela arquitetura faz bem para a saúde, dizem pesquisadores britânicos

Um estudo da University of Warwick, do Reino Unido, defende que não apenas o verde é saudável. Belos prédios também melhoram a saúde

Por Texto: Marcel Antonio Atualizado em 14 dez 2016, 11h18 - Publicado em 11 jan 2016, 18h17
saúdearquitetura

Não é de hoje que você deve ler e ouvir que estudos indicam que morar em áreas próximas ao verde, a uma distância curta de parques e do interior, faz bem para a saúde. Não que eles estejam errados, mas uma nova pesquisa afirma que não só o verde faz bem para seu organismo. De acordo com pesquisadores da University of Warwick, uma das mais conceituadas do Reino Unido, o beleza arquitetônica pode ter o mesmo impacto positivo sobre a saúde quanto o verde. Para chegar a essa conclusão, o grupo pediu para alguns britânicos descreverem o quão cênicos, ou seja, o quão bonitas eram 212 mil lugares do país, como a Catedral de Saint Paul. De posse das respostas, os acadêmicos cruzaram as opiniões com os dados do Censo 2011 de saúde em cada uma das regiões. O cruzamento indicou que havia uma relação proporcional entre áreas mais cênicas e as com melhores índices de saúde, ou seja, áreas que encantavam os olhos também tinham resultados melhores em saúde. Detalhe: em alguns casos, os lugares considerados mais cênicos nem eram os mais verdes, mas as com bela arquitetura, demonstrando que essa pode ser tão importante quanto a flora. “Para garantir o bem-estar dos habitantes de uma região, os responsáveis pelo planejamento urbano e formuladores de políticas públicas das cidades devem levar em consideração também a estética das construções. Os resultados indicam que simplesmente introduzir vegetação, sem considerar a beleza arquitetônica do prédio final, pode ser insuficiente”, declarou o doutorando da University of Warwick, Chanuki Seresinhe, um dos realizadores da pesquisa. O trabalho foi publicado no Scientific Reports e pode ser lido na íntegra.

Publicidade