Casa Created with Sketch.

50 mil peças Lego foram utilizadas para montar A Grande Onda de Kanagawa

O artista e montador profissional de Legos Jumpei Mitsui levou 400 horas para concluir a versão 3D da gravura de Hokusai

Onda Kanagawa feita de legos com barcos

 (Reprodução Jumpei Mitsui/Casa.com.br)

Você sabia que existe uma profissão de montar Legos? Se você, como nós, se diverte com as pecinhas de montar, com certeza vai adorar o trabalho do artista japonês Jumpei Mitsui. Ele é uma das 21 pessoas certificadas pela marca como montador profissional de Legos, isso significa que ele fica em tempo integral criando obras de arte com os blocos. Seu mais recente trabalho é uma recriação em 3D da “A Grande Onda de Kanagawa”, uma xilogravura japonesa de Hokusai do século dezenove.

 (Reprodução Wikimedia Commons/Casa.com.br)

Mitsui precisou de 400 horas e 50 mil peças para concluir a escultura. Para poder transformar o desenho original em algo tridimensional, o artista estudou vídeos de ondas e até trabalhos acadêmicos sobre o assunto.

Escultura lego vista da perspectiva frontal. Barcos de lego em foco

 (Reprodução Jumpei Mitsui/Casa.com.br)

Depois, elaborou um modelo detalhado da água, dos três barcos e do Monte Fuji, que pode ser visto ao fundo. Os detalhes são tão impressionantes, que até a textura da água, incluindo as sombras da gravura, pode ser percebida.

Detalhe da escultura de lego. Ponta da onda com a espuma branca feita de legos

 (Reprodução Jumpei Mitsui/Casa.com.br)

A versão Lego da Onda de Kanagawa fica exposta permanentemente em Osaka, no Hankyu Brick Museum.

Outras obras de Mitsui. Dois palácios japoneses de lego e uma estátua de buda

 (Reprodução Jumpei Mitsui/Casa.com.br)

Além dela, Mitsui também constrói personagens pop como Doraemon, Pokémons, animais e prédios japoneses. Além disso, ele possui um canal no Youtube com tutoriais para quem quer aprender mais sobre o tema.

Veja também
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.