Casa Created with Sketch.

Apartamento de 90 m² ganha ambientes claros e uma cozinha minimalista

O imóvel passou por uma transformação completa para ter decoração com atmosfera contemporânea e uma circulação fluida

 (Shaw & Shaw Architects/Casa.com.br)

Localizado em Wellington, Nova Zelândia, este apartamento fica em um prédio de três andares, construído na década de 1920, onde antes funcionava uma fábrica de chocolates. Comprado pela dupla de arquitetos Geordie e Emma Shaw, do escritório Shaw & Shaw Architects, o imóvel passou por uma transformação completa e a reforma revelou o passado industrial do lugar.

 (Shaw & Shaw Architects/Casa.com.br)

A reforma reconfigurou os ambientes para corrigir a má circulação que havia entre eles e também melhorou a entrada de luz natural. Além disso, como o casal gosta muito de receber os amigos em casa, queriam espaço integrados e mais fluidos. Segundo os arquitetos, mudar a cozinha para o corredor foi a chave para fazer as outras mudanças na planta. Dessa forma, a área de estar dobrou de tamanho e possibilitou que o quarto também fosse reposicionado.

 (Shaw & Shaw Architects/Casa.com.br)

Um detalhe interessante: uma porta de correr de três metros de altura permite que os espaços fiquem integrados quando abertos. Quando fechada, cria uma sala intimista e aconchegante.

Havia também no apartamento um forro de gesso, que foi removido e isso fez com que o pé-direito crescesse em um metro de altura. Com isso, a estrutura de concreto original da construção ficou aparente. Havia tanto mofo entre o forro e o teto, acumulado durante anos, que os arquitetos demoraram meses para removê-lo. Ao retirar o carpete e a cola, os profissionais também resolveram deixar o piso de concreto à vista, lembrando o passado fabril do lugar.

 (Shaw & Shaw Architects/Casa.com.br)

A estratégia da dupla para a reforma era usar materiais comuns e baratos de um jeito interessante, a exemplo das placas de OSB, que deram origem à marcenaria. Outra característica do projeto foi reutilizar materiais, como madeira de demolição e a tubulação de cobre. Além de ser sustentável, essa decisão permitiu que os profissionais investissem em algumas peças mais caras, como duas luminárias de papel de Noguchi Washi.

Como a cozinha também funciona como um lugar de passagem no apartamento, os arquitetos decidiram dar uma atmosfera de ambiente de estar. Assim, a marcenaria escura e sem puxadores cria um décor mais elegante. A serralheria também foi uma escolha para o espaço e dá forma à uma estante suspensa.

 (Shaw & Shaw Architects/Casa.com.br)

 

Para ver mais detalhes deste apartamento, acesse a galeria de fotos abaixo!

 

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s