Fachada de loja de grife mistura passado e presente em Amsterdã

A combinação de tijolos de vidro ultrarresistentes com peças originais de terracota atualizam o endereço sem abrir mão da história local

Por Por Liège Copstein Atualizado em 9 set 2021, 13h14 - Publicado em 15 mar 2017, 16h25

Repaginando o espaço da famosa Rua PC Hooftstraat, reduto de grifes icônicas de luxo como a Chanel, em Amsterdã, o estúdio holandês MVRDV solucionou vários impasses de uma só vez. O projeto Crystal Houses derruba a mesmice estética, efeito indesejável da globalização, remetendo ao passado do local sem privar as lojas da desejada visibilidade.

Leia também: Edifício comercial combina pedras brutas com vidros transparentes

Peças de vidro e originais combinam-se na fachada da grife Chanel, em Amsterdã. (Foto: Divulgação)

“É um conceito que poderá ser utilizado em qualquer outro centro histórico”, anima-se um dos arquitetos do grupo, Winy Maas. A mágica consistiu em refazer a fachada original do centenário casarão, mas com tijolos de vidro produzidos artesanalmente na Itália, Os blocos sobem em degradê mesclando-se aos originais de terracota, estes preservados no nível superior. 

Um adesivo transparente de alta resistência, desenvolvido pela Universidade de Delft, garantiu o rejunte invisível entre as peças, cuja fragilidade fica só na aparência. “São mais fortes do que concreto”, celebra Winy, que mobilizou experts da alta tecnologia em laser e feixes de luz UV para a produção do material.

Detalhe dos tijolinhos de vidro. (Foto: Divulgação)

Continua após a publicidade

Publicidade