Casa pode ser escalada por seus moradores

No interior de São Paulo, a residência é atração no condomínio

Por Por Mayra Navarro (visual) e Marília Medrado (texto) Atualizado em 9 set 2021, 13h59 - Publicado em 24 jun 2016, 20h30

O inusitado paredão do imóvel em Bragança Paulista, SP, evidencia o espírito jovem de seus proprietários, um casal com dois filhos. Com leves diferenças de nível na superfície e agarras de dimensões variadas – apoio para mãos e pés – a fachada de 10 m de largura oferece diversos graus de dificuldade para aqueles que se aventuram ao longo de seus 8,5 m de altura. “A cor da tinta acrílica fosca (Coral, ref. Caverna Escura, 40YY 08/107) foi escolhida para não deixar visíveis as marcas de sapato. Já o acabamento liso evita que as pessoas se machuquem caso escorreguem”, explica o arquiteto Vicente Seminari Filho, autor do projeto ao lado de Rodrigo Schmidt Seminari, ambos do escritório Seminari Arquitetura e Engenharia.

Publicidade