Casa em terreno inclinado tem varandas amplas e mirante

As montanhas na redondeza de Belo Horizonte são a paisagem das varandas desta casa de fim de semana

Por Silvia Gomez Atualizado em 9 set 2021, 11h03 - Publicado em 4 Maio 2018, 17h00

No condomínio de matas preservadas em Itabirito, MG, o céu é vasto e as noites escuras, sem iluminação elétrica. Ali, num terreno com inclinação de 20%, desponta o projeto de 605 m² assinado pelos arquitetos Leonardo Paes Resende e Kornelija Sirmulyte. “O desenho surgiu a partir da implantação da casa em três níveis no centro do lote, posição pensada para aproveitar ao máximo o entorno”, descreve Leonardo.

Nesta vista lateral, a edificação revela seu mix de materiais: pedra na fundação, concreto nas lajes finas e perfis retangulares de aço com pintura eletrostática preta nos brises e guarda-corpos. Gabriel Castro/Divulgação

No piso mais alto, os quartos da família têm varanda em balanço com vista para o nascer do sol e para o pico das montanhas, um contraste com a base de aparência sólida. As lajes finas e contínuas de concreto aparente protendido deixam esbelto o volume final, fechado com painéis envidraçados. “Tal técnica permitiu grandes vãos e economia de material, além das proporções baixas e alongadas.” Plana, a cobertura impermeabilizada e coberta de seixos virou outro mirante para os moradores. “Eles sobem lá frequentemente, onde a visão é de 360°.”

A varanda superior avança em um balanço de 6,20 m. De concreto e tijolo, a base da construção abriga uma adega, de onde se pode ver a fundação da casa, acomodada no lote fortemente inclinado. Gabriel Castro/Divulgação

 

Continua após a publicidade

O último piso conta com esta área de leitura e escritório, que tem laje exposta de concreto e piso de peroba de demolição. Esquadrias de madeira enquadram a paisagem. Gabriel Castro/Divulgação

 

Continua após a publicidade

A casa conta com mais de um local para cozinhar. É o caso desta varanda com piso de cimento queimado, no andar intermediário, ponto de vista para as árvores nativas como macaúba, jacarandá, aroeira, amoreira e quaresmeira. Gabriel Castro/Divulgação

 

Continua após a publicidade

No piso intermediário, salas, cozinha e áreas de serviço se integram. A escada de aço leva aos quartos, em cima, onde brises também de aço pintado de preto suavizam a entrada de sol. Gabriel Castro/Divulgação
Continua após a publicidade

Publicidade