Azulejos feitos a quatro mãos

A dupla do Atelier Leopardi Esperante exibe seu traço em azulejos serigrafados

Por Por Joana Baracuhy (texto) e Carolina Diniz (visual) Atualizado em 9 set 2021, 14h11 - Publicado em 6 nov 2015, 08h30

Básica, cada placa cerâmica branca funciona como tela para Helena Leopardi e Flávia Esperante. Elas uniram forças há dois anos, dispostas a imprimir suas criações no mesmo suporte já utilizado por grandes mestres do muralismo. Rapidamente conquistaram espaço, graças à expertise adquirida após aprenderem os mil truques da serigrafia.

Revestimentos produzidos em série ou sob medida dialogam com a azulejaria tradicional – a abundância do azul confirma a referência –, ao mesmo tempo em que evidenciam o amor das sócias pelo desenho à mão (os motivos riscados em preto, por exemplo, remetem ao nanquim). “Usamos tons vibrantes, claro, mas acreditamos na força das composições discretas, monocromáticas”, diz Helena. 

www.leopardiesperante.com

Continua após a publicidade

Publicidade