Antes e depois: madeira e acabamentos claros transformam banheiro

Banho de nostalgia: Com distribuição refeita o espaço virou um templo de tranquilidade

Por Dan Brunini Atualizado em 9 set 2021, 11h32 - Publicado em 7 mar 2018, 11h22
A banheira, posicionada ao lado do pilar do prédio, tinha acesso menos amigável e bordas de mármore, mesma pedra da bancada original, à direita. Arquivo Pessoal/Divulgação

Em busca de um lugar para relaxar e repor as energias no fim do dia, a dona deste apartamento paulistano dos anos 80 encomendou uma transformação radical do banheiro de 13 m² à arquiteta Alessandra Riera e à designer de interiores Ana Paula Veirano, do escritório RAP Arquitetura. Em seis meses de obra, mais do que modernizar os revestimentos e substituir as instalações elétrica e hidráulica, a dupla repensou o layout, dispensando o bidê para que o boxe dobrasse de tamanho. “Eliminamos a parede que o deixava confinado e conseguimos acrescentar um banco”, explica Alessandra. A bancada não mudou de lugar, mas ficou mais atual após ganhar duas cubas e trocar de armário, espelho e tampo. Antes relegada, a nova banheira conquistou um entorno mais convidativo. “Acrescentamos o deck de cumaru, que não serve apenas para facilitar a entrada e a saída dela como torna o espaço acolhedor”, justifica Ana Paula. A madeira, combinada ao branco dos demais acabamentos, reforça o mix de nostalgia e frescor.

Julia Ribeiro/Divulgação
Publicidade