Saiba como cuidar das plantas com a chegada do outono

Mudanças drásticas de temperatura e muitas chuvas em várias regiões do país exigem cuidados extras para proteger as plantas de doenças e prepará-las para o inverno.

Por Do portal MINHAS PLANTAS Atualizado em 21 dez 2016, 00h03 - Publicado em 25 mar 2013, 17h59
Outono

Chuvas fortes e repentinas, mudanças drásticas de temperatura, presença de nevoeiros em cidades serranas… Isso é o outono dando as caras no Brasil. “Quem tem gramado deve mantê-lo um pouco mais alto, para conservar melhor a umidade, proteger a grama do frio e aumentar a resistência às pragas – de 3 a 4 cm são o bastante”, explica a jardineira Carol Costa, do site Minhas Plantas, parceiro de Casa.com.br.

Além disso, muitas árvores costumam perder as folhas nessa época, mas resista à tentação de deixar as folhas na superfície do solo, porque o excesso de material orgânico acaba atraindo lesmas e caracóis. Melhor enterrá-las bem picadas, para que possam se decompor e adubar a terra.

O outono também costuma trazer consigo os ácaros, aranhinhas minúsculas que se escondem na parte debaixo das folhas ásperas e enchem a planta de manchas brancas. Use calda de cebola para combatê-los (receita abaixo), o que protegerá suas plantas também de outros insetos sugadores, como pulgões e cochonilhas. De maneira geral, as flores entram em dormência nessa estação, por isso, diminua ligeiramente as regas e mantenha os vasos protegidos de correntes de vento.

Calda de cebola é inseticida natural

 

Continua após a publicidade

Aprenda a fazer em casa a receitinha simples que mantém pulgões, ácaros e cochonilhas longe de suas plantas – e sem envenenar sua família com produtos químicos.

Ingredientes:

– 2 cebolas grandes

– 1 litro de água

 

Continua após a publicidade

Modo de fazer:

Descasque as cebolas e corte-as em cubos médios, o suficiente para que não enrosquem no liquidificador. Adicione 1 litro de água e bata as cebolas no liquidificador até virar uma pasta. Coe e borrife a calda nas plantas, uma vez por semana, nunca nos horários de sol forte. Guarde o que sobrar no congelador por até seis meses.

Continua após a publicidade

Publicidade