Palco particular: sala de ensaio tem vista para a mata no Rio

Escrever e encenar em casa, olhando para o verde: cortesia desta sala de ensaio privativa.

Por Reportagem visual e texto Simone Raitzik | Fotos André Nazareth Atualizado em 20 dez 2016, 22h56 - Publicado em 16 jul 2014, 22h07

Há dez anos, o arquiteto e cenógrafo Marcelo Lipiani e a diretora teatral Christiane Jatahy compraram um terreno na encosta da Fonte da Saudade, zona sul carioca. Foi o primeiro passo para construírem o refúgio dos sonhos, erguido com estrutura metálica, vidro e materiais de demolição. “Esta é nossa linguagem estética – meio contemporânea, meio rústica”, define Marcelo. O piso de acesso, na base do imóvel de três andares, virou um espaço de ensaio, com 50 m², pé-direito de 4,50 m e amplo contato visual com a mata. “O projeto deste ambiente realiza nossa vontade de utilizar, na entrada, a gigantesca porta de peroba, herança de uma peça que montamos em 2001. Ficou cuidadosamente guardada durante todo esse tempo”, conta ele.

Publicidade