Casa Created with Sketch.

MASP reencena mostra histórica assinada por Lina Bo Bardi

Apresentada em 1969, a mostra A Mão do Povo Brasileiro exibiu cerca de mil objetos e marcou a inauguração do museu na Avenida Paulista, em São Paulo

01-masp-lina-bo-bardi-mostra

 (/)

A cultura brasileira foi o foco da mostra A Mão do Povo Brasileiro, exibida em 1969 para marcar a inauguração do MASP (Museu de Arte de São Paulo) na Avenida Paulista, na capital paulistana. Concebida por ninguém menos que Lina Bo Bardi, neste ano o museu resolveu reencenar a exposição, intitulada A Mão do Povo Brasileiro, 1969/2016.

02-masp-lina-bo-bardi-mostra

 (/)

Na época, aproximadamente mil objetos – entre eles, carrancas, santos, tecidos, vestuário, mobiliário, pinturas, esculturas, etc. – invadiram o primeiro andar o espaço, organizados em uma configuração inspirada nas feiras populares do nordeste. Desta vez, apenas 55 peças da mostra original (vindas de diversos estados do Brasil e de várias instituições) estarão expostas no museu, que manterá uma disposição similar à de Bo Bardi.

03-masp-lina-bo-bardi-mostra

 (/)

Esculturas e pinturas de artistas autodidatas complementam A Mão do Povo Brasileiro, 1969/2016, assim como as exposições Portinari Popular, Trabalho – Thiago Honório, e Convocatória para um Mobiliário Brasileiro. Ao mesmo tempo, em parceria com a Cinemateca Brasileira, filmes dos anos 1950 e 70 serão exibidos e aprofundam as reflexões propostas por Bo Bardi. O curta-metragem documental A Mão do Povo, que retrata a cerâmica do Vale do Jequitinhonha, também será mostrado. Adriano Pedrosa, Julieta González e Tomás Toledo, todos do MASP, assinam a curadoria da mostra.

04-masp-lina-bo-bardi-mostra

 (/)

A mostra A Mão do Povo Brasileiro, 1969/2016 fica exposta no MASP de 2 de setembro a 29 de janeiro de 2017. As sessões de A Mão do Povo acontecem de 1 de outubro a 18 de dezembro. Os filmes dos anos 1950 e 70 serão exibidos aos sábados e domingos, às 16h. Os ingressos custam R$25 (a meia-entrada custa R$12). Às terças-feiras a entrada é gratuita no museu.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s