Casa Created with Sketch.

Marina Carvalho idealiza cozinha preta e branca com lustres coloridos

Espírito inquieto e curioso de Marina Carvalho é o que a conduz na busca de soluções para seus projetos. Em todos, fica sua marca registrada: o uso acertado das cores

00-marina-carvalho-idealiza-cozinha-preto-e-branco-com-lustres-coloridos

 (/)

A arquiteta paulista Marina Carvalho costuma dizer que, em seus projetos, personalidade e simplicidade caminham lado a lado. A profissional, avessa à ideia de se restringir a um único estilo e entusiasta da utilização criativa de materiais, destaca-se também pela mestria na distribuição dos ambientes – até o mais exíguo deles cresce por suas mãos. Como toque final, a afinada aplicação de matizes entrega: Marina não é de descartar opções de combinação, ainda que isso aconteça só em detalhes, como na cozinha abaixo.

01-marina-carvalho-idealiza-cozinha-preto-e-branco-com-lustres-coloridos

 (/)

(1) Os pendentes vermelho (ref. TY-12-14/1) e azul (ref. TY-18-15/1) saem por R$ 150 cada um.  Ambos são de alumínio, da Futura Iluminação.

(2) Eleito para a porta do armário (executado pela Favorita), o vidro preto serigrafado (6 mm) da divinal Vidros custa R$ 270 o m².

(3) Com superfície polida, o porcelanato Onix (Portinari, coleção Colori) mede 60 x 60 cm e vale R$ 150 o m².

(4) Brilhante e com bordas bisotadas, o azulejo Forma, da Eliane, tem 33,5 x 45 cm. Na cor branca, sai por R$ 35,07 o m².

(5) O esmalte sintético fosco (Suvinil, ref. preto) está à venda por R$ 66 (galão de 3,6 litros), na Tintas MC.

02-marina-carvalho-idealiza-cozinha-preto-e-branco-com-lustres-coloridos

 (/)

 

(1) Coloridos, os pendentes de alumínio possuem design exclusivo: foram executados pela Todeschini Iluminação para conferir um quê descolado à cozinha.

(2) Os armários planejados otimizam a área de 14 m². Nichos sob medida abrigam forno elétrico e micro-ondas.

(3) O porcelanato escuro escolhido para o piso, somado à parede na mesma tonalidade, cria um fundo infinito e amplia visualmente o ambiente estreito e comprido.

(4) Pensando em quebrar a sobriedade do tom predominante, a arquiteta elegeu um prático azulejo branco para as paredes. A ausência de rodapé traz a sensação de pé-direito maior.

(5) Tingida de preto com tinta esmalte fosca, esta superfície não só dá profundidade ao espaço como também faz as vezes de painel de recados.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.