Casa Created with Sketch.

Lareiras sem lenha: a gás, etanol ou eletricidade

Conheça os modelos que funcionam com diferentes fontes de energia e não produzem brasas nem fumaça. Além disso, aquecem os ambientes com segurança

Biofluido de etanol

aec278-98-lareira01

 (/)

O que é: lareira com base de madeira de reflorestamento e cúpula de vidro. Seu combustível é um biofluido à base de etanol (álcool). Aquece um ambiente de até 10 m². Dispensa instalações, basta colocá-la no lugar desejado.

Como funciona: o modelo dispõe de um queimador com capacidade para 350 ml de biofluido. Basta completar o recipiente e acendê-lo com o acendedor incluído no kit. Outro instrumento apaga a chama com segurança.

Consumo: a quantidade de combustível é suficiente para duas a três horas de queima, dependendo da ventilação no ambiente. Feito à base de álcool, o biofluido leva alguns componentes em sua fórmula que ajudam a produzir uma chama amarelada e mais duradoura e é exclusivo para uso em lareiras da marca.

Preço: R$ 1 250. O fluido sai por R$ 40 (5 litros).

Onde achar: Ecofireplaces. Outros modelos à base de etanol: Chama Bruder.

 

Gás natural

aec278-98-lareira02

 (/)

O apartamento estava sem revestimentos quando foi entregue nas mãos da arquiteta Karina Afonso, que não teve dificuldades para instalar a lareira como os futuros moradores queriam: a tubulação de gás e a fiação elétrica foram colocadas sobre a laje antes de esta receber o contrapiso e o revestimento de mármore travertino navona (Mont Blanc Mármores). Com o mesmo material, a arquiteta fez a base para embutir o aparato da lareira.

O que é: lareira a gás com 70 cm de comprimento (na parte dos queimadores) abastecida com gás natural encanado. Aquece um ambiente de até 24 m².

Como funciona: ligada a um ponto de elétrica e ao duto de gás encanado pelo piso, acende por ignição elétrica, acionada por controle remoto. As chamas aquecem as pedras vulcânicas, que ajudam a difundir o calor.

Consumo: cerca de 350 g de gás por hora de uso.

Preço: R$ 5 500, incluindo o kit da lareira e a instalação (na base de mármore já pronta).

Onde achar: Construflama e LCZ Lareiras.

 

Gás de botijão

aec278-98-lareira03

 (/)

Na sala de estar do apartamento paulistano não havia nada previsto para a instalação de uma lareira, por isso a arquiteta Camila Benegas, do escritório Szabó e Oliveira, sugeriu um modelo a gás, que dispensa dutos para eliminar a fumaça. O fabricante aconselha que o ambiente tenha pelo menos um ponto de ventilação para que não haja concentração dos gases eliminados durante a queima.

O que é: lareira a gás com 20 cm de largura e 80 cm de comprimento (na parte dos queimadores). Funciona com GLP (gás liquefeito de petróleo) de botijão e aquece um ambiente de até 40 m².

Como funciona: ligada ao botijão por canos que passam pela parede, acende por ignição elétrica. Vem com uma válvula de segurança que bloqueia a saída de gás caso haja vazamento.

Consumo: aproximadamente 400 g de gás por hora. Ou seja, um botijão de 13 kg tem combustível para que a lareira funcione por aproximadamente 32 horas.

Preço: na base já pronta, a lareira e a instalação custam R$ 5 600.

Onde achar: Construflama.

 

Energia elétrica

aec278-98-lareira04

 (/)

O apartamento dúplex já tinha um cantinho destinado à lareira a lenha no ambiente que reúne sala e cozinha. Mas o morador procurava uma opção mais prática, que não pedisse tanta manutenção. Encarregados da mudança, os arquitetos Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes sugeriram uma lareira elétrica.

O que é: modelo elétrico DFI 2 309, da Dimplex. Sua capacidade térmica é de 4 913 BTUs (unidade de medida britânica) – possibilita o aquecimento de um ambiente de aproximadamente 9 m².

Como funciona: ligada à eletricidade (110 v), tem uma abertura que libera ar quente. Assim como outros aquecedores e aparelhos de ar condicionado, requer instalação elétrica exclusiva, senão pode provocar queda de energia ou superaquecimento da rede.

Consumo: com potência de 1 440 w, o consumo do aparelho corresponde a 1,4 kw por hora de uso.

Preço: R$ 1 560.

Onde achar: Polytec e Delapraz.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s