Esqueça o hygge: a nova definição de uma casa feliz chama gemütlichkeit

Conheça o termo de origem germânica que define uma experiência de vivência e aconchego em conjunto

Por Marcela De Mingo 24 Maio 2018, 13h48

A onda do hygge ganhou o mundo há alguns anos – a ideia de criar um ambiente focado no aconchego e no conforto foi bastante atrativa para muitos, principalmente nos meses de inverno. Porém, parece que agora temos uma nova tendência quando o assunto é a busca pela felicidade no lar: gemütlichkeit.

O termo vem da Áustria, e é uma palavra de origem germânica que pode ser resumida em algo como ‘tempo de qualidade’, em português (‘quality time’ em inglês). Basicamente, ela engloba a sensação de afetuosidade, amabilidade, cordialidade e bom ânimo.

Além disso, a noção também engloba uma visão de aconchego (assim como o hygge), paz de espírito, senso de pertencimento e bem-estar, além de aceitação social.

Mas a qual diferença entre gemütlichkeit e hygge? Simples, enquanto o segundo tem muito a ver com um senso de conforto aproveitado em silêncio, a primeira noção é intimamente ligada com uma ideia de vivência social. Ou seja, o hygge aproveita uma xícara de chá enrolado em uma poltrona quentinha e com uma manta confortável. Já o gemütlichkeit faz a mesma coisa, mas acompanhado de amigos e familiares, com música de fundo e um ambiente mais descontraído.

A ideia é priorizar experiências – por isso a definição de ‘tempo de qualidade’ – e criar um ambiente que seja acessível para as pessoas viverem essas experiências. Pensar em cômodos que sejam aconchegantes e convidativos é o ideal para entrar de cabeça nessa tendência.

Divulgação/CASA CLAUDIA
Continua após a publicidade

Publicidade