Disposição criativa evita excesso de informação visual em loja

Projeto de Mach Arquitetos e Gabriel Castro foi o vencedor da categoria "Lojas e showrooms" no Prêmio O Melhor da Arquitetura 2013

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2016, 11h54 - Publicado em 4 dez 2013, 16h08
premio-arquitetura

Para a sede deste empório em Belo Horizonte, a premissa era configurar um espaço onde a permanência fosse agradável. Grelhas posicionadas de forma oblíqua às paredes laterais foram uma das soluções para a área enxuta, de 40 m². Graças a elas, os itens expostos ficam visíveis para quem olha de fora, mas somem conforme se avança para o interior da loja. A identidade da marca é reforçada nas prateleiras de madeira, perfuradas com padrões extraídos de seu logotipo. Os materiais crus foram outra grande aposta do projeto: piso de concreto, nata de cimento no teto e painéis de madeira para expositores, portas e revestimentos das paredes.

01-disposicao-criativa-evita-excesso-de-informacao-visual-em-loja

Empório Nanak, projeto de Mach Arquitetos e Gabriel Castro foi o vencedor da categoria “Lojas e showrooms” no Prêmio O Melhor da Arquitetura 2013.

Área: 40 m²; Construção, estrutura e instalação: Armtec e Marcenaria Londrina.

 

Continua após a publicidade

Publicidade