Diário de Reforma: inspiração para o apê direto da ‘vida real’

Conversamos com Paula Takehana, do Broco’s Place, para saber como a inspiração do Instagram foi transferida para o mundo real

Por Marcela De Mingo Atualizado em 27 dez 2017, 10h26 - Publicado em 25 dez 2017, 10h00

Onde você busca inspiração para a reforma? Paula Takehana foi atrás da ‘vida real’ para saber o que fazer com a sua casa nova. Ela, que comanda o perfil no Instagram chamado Broco’s Place (@brocosplace), disse em entrevista ao portal Casa.com.br que gostou da ideia de usar a rede social como uma fonte de inspiração e compartilhamento de referências por ser mais próxima da realidade do que o Pinterest.

Ela se inspirou em outros perfis que também tinham esse mesmo propósito (você pode conhecer alguns deles clicando aqui) para buscar referências e se inspirar a criar o seu próprio. “É muito legal ver o processo da reforma. A obra concluída e depois o processo de decoração em constante andamento”.

O principal com o perfil, aliás, é ajudar pessoas que passam por essa mesma fase da vida, assim como tantos outros ajudaram Paula e o marido, Nagae, na época da reforma, e hoje seguem como uma fonte de inspiração para o casal. Com toda essa busca por referências e ideias para o apartamento, os dois aprenderam, principalmente, que não existem regras para a decoração.

“Se você está começando a reforma agora, pesquise bastante, procure diversas inspirações e encontre o estilo que você gosta. Existem muitas tendências legais, mas que, às vezes, não é o seu estilo. Itens de reforma, como revestimentos, bancadas e iluminação, permanecerão por muitos anos inalterados. Eles ficarão lá até que você decida fazer uma nova reforma! Diferente dos objetos de decoração, que podem ser alterados mais facilmente. Por isso, achamos muito importante investir em algo que você realmente goste e seja de qualidade”, aconselha ela.

Continua após a publicidade

Além disso, Paula explica que foi essencial para o processo contar com a ajuda de uma arquiteta. Além de trabalharem em tempo integral, os dois conciliaram a agenda da reforma com os preparativos para o casamento. Mesmo com o orçamento limitado, eles perceberam que era possível contratar ajuda e terminar o projeto com um apartamento que é a sua cara. “Como muitos casais, estávamos conciliando a reforma com os preparativos do casamento, a verba estava curta e não passava pela nossa cabeça contratar uma arquiteta. Porém, pensamos bem e vimos que não daríamos conta de fazer tudo sozinhos. Para quem está na mesma situação, recomendamos investir em alguém para fazer o acompanhamento da reforma. Como dizem, ‘o barato pode sair caro’”.

Paula diz ainda que o principal objetivo com toda a reforma era criar um ambiente que representasse o casal e que não tivesse os ares tradicionais e aquela vibe de 100% planejada. A resistência em contratar um profissional veio, justamente, da vontade de deixar o ambiente o mais pessoal possível, mas os dois perceberam que poderiam contar com essa ajuda para ter o mesmo resultado: “Passamos para nossa arquiteta todas as nossas ideias e referências, ela entendeu do que nós gostamos e não gostamos, e trabalhou no projeto da reforma em cima disso. Sinto que conseguimos alcançar este objetivo, pois estamos muito felizes com o apê!”, finaliza.

Quer saber mais sobre a tag Diário de Reforma? Clique aqui!

Continua após a publicidade

Publicidade