Casa Created with Sketch.

Caiação muda o visual de lareira de tijolos

A lareira recuperou o apreço dos moradores depois que o acabamento patinado cobriu levemente os tijolos

 (/)

Desde que adquiriram sua casa em São Paulo, há dois anos, a empresária Jane Galdino e o arquiteto paisagista inglês Iain Houghton vêm reformando os ambientes aos poucos – e ainda não acabaram! Quando chegou a vez da sala com lareira, decidiram colocar um ponto final naquilo que os incomodou já no primeiro dia: a cor dos tijolos. Uma caiação no revestimento modernizou o visual, destacado pelas dicroicas embutidas na nova sanca de gesso. As paredes ao redor foram pintadas de bege a fim de reforçar o estilo clean, e prateleiras flutuantes entraram na receita para apoiar lembranças dos dez anos vividos em Londres. “A cereja do bolo é a cesta de ferro para lenha, que uns amigos compraram em um antiquário na Inglaterra”, conta a moradora.

 

Fórmula de sucesso

– Fórmula de sucesso Para transformar a aparência da lareira, o passo inicial foi lixar toda a área com escova de aço até que a superfície dos tijolos ficasse porosa.

– Após essa etapa, em um balde de 10 litros, o pintor preparou a receita da caiação: 5 kg de cal para pintura adicionados a 8 litros de água.

– Por causa de sua profissão, Iain conhece truques que melhoram a caiação, como acrescentar à mescla 250 ml de detergente e, depois de mexer, 500 ml de resina sintética adesiva Bianco (Vedacit). “O primeiro torna a mistura mais espessa e o segundo funciona como fixador”, explica. E vale a dica: se a preparação descansar ao menos por dois dias antes de ser utilizada, facilitará a aplicação e o acabamento ficará mais resistente.

– Com intervalo de 24 horas para a secagem completa, foram passadas duas demãos da mistura na coluna de tijolos.

– Um dia após a segunda demão, munidos de lixa para alvenaria nº 200, Iain e Jane desgastaram a pintura até se satisfazerem com o aspecto.

– Com a reforma finalizada, a lareira conquistou relevância. “Gostamos de acendêla, embora o inverno em São Paulo seja proporcionalmente igual ao verão na Inglaterra: dura apenas uma semana”, brinca Jane.

 

 (/)

– Sanca de gesso: tem 4 m de extensão. Deoclécio Matias, R$ 120.

– Iluminação: quatro spots de embutir com lâmpadas dicroicas. Santil , R$ 20 cada

– Tinta acrílica: galão de 3,2 litros da cor Obelisco (fosca), da Coral. Free Color Tintas, R$ 48,62.

– Materiais básicos: cal para pintura Votoran (8 kg, R$ 7,39), da Votorantim, e resina sintética adesiva Bianco (1 litro, R$ 28,50), da Vedacit. Telhanorte.

– Prateleiras: fora de linha. Itens semelhantes: três peças de 60 x 25 cm (R$ 79,99 cada) e três de 1 x 0,25 m (R$ 99,90 cada), todas de MDF, com 4 cm de espessura. Etna.

– Pintor: R$ 60.

 

*largura x profundidade x altura.

Preços pesquisados entre 3 e 4 de junho de 2013, sujeitos a alteração.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s