Adega possui tijolos aparentes na parede, no chão e no teto

Localizado no subsolo de uma casa em Pinhais (PR), este projeto assinado por Gisele Busmayer e Carolina Reis tem capacidade para armazenar 200 garrafas de vinho

Por Nádia Sayuri Kaku Atualizado em 20 dez 2016, 15h27 - Publicado em 13 ago 2015, 22h38
adega-possui-tijolos-aparentes-na-parede-no-chao-e-no-teto

A casa é enorme: são 21 cômodos em 680 m². Mas, a designer de interiores Gisele Busmayer e a técnica em arquitetura Carolina Reis não pouparam esforços e decoraram cada detalhe da residência se atentando aos mínimos detalhes. E começaram por baixo, mais precisamente no subsolo, onde se localiza a adega.

adega-possui-tijolos-aparentes-na-parede-no-chao-e-no-teto02

São 15 m² projetados para abrigar 200 garrafas de vinho, espalhadas entre a marcenaria planejada nas paredes, a estrutura ao fundo e os móveis no chão. Gisele tomou muito cuidado para atingir 13º de inclinação e fazer com que o líquido sempre encoste na rolha dos recipientes.

adega-possui-tijolos-aparentes-na-parede-no-chao-e-no-teto01

Outro destaque é o revestimento: tijolos aparentes de demolição aparecem nas três dimensões – teto, piso e parede – e ajudam a manter a temperatura do ambiente para conservar a bebida.

Continua após a publicidade

Publicidade