A garagem para motos virou um galpão para hobbies do morador

Construída no terreno ao lado, a garagem ficou tão bacana que acabou integrada ao jardim e agora abriga os gatos do morador além das coleções de medalhas e carrinhos

Por Reportagem Eliana Medina (visual) e Lara Muniz (texto) | Design Júlia Blumenschein | Fotos Célia Mari Weiss | Ilustração Fabio Flaks Atualizado em 20 dez 2016, 20h31 - Publicado em 17 jul 2012, 21h30

Nas paredes, pôsteres antigos, medalhas e ferramentas entregam a paixão de longa data. “Eu já andava de moto quando criança, junto com meu avô, e ter um jipe é o sonho de todo menino”, recorda Marcos, paulistano que trabalha no mercado fnanceiro. Passado o tempo, as brincadeiras só mudaram de proporção – as corridinhas com miniaturas evoluíram para o Rali dos Sertões, uma das provas mais concorridas do Brasil.

A compra do terreno

 

Ao comprar o terreno junto da casa onde mora, Marcos arranjou o lugar perfeito para a garagem que também seria ofcina: ali mesmo, no canto do jardim. Coube ao arquiteto José Augusto Conceição traçar o desenho de um galpão prático e bonito. A estrutura de madeira foi erguida em apenas dois meses, contando o tempo desde a preparação do solo. Ficou tão convidativa que virou uma espécie de sala de estar, onde o morador, a esposa e seus dois gatos passam boa parte do tempo. “O carro? Acaba fcando lá fora”, conta Marcos, na maior satisfação.

Continua após a publicidade

Publicidade