Seis salas de jantar integradas a outros ambientes da casa

A sala de jantar virou um espaço para receber de um jeito mais à vontade. Além do prazer de uma boa comida, ela agora também rende um ótimo papo.

Reportagem Visual Zizi Carderari | Texto Daniela Venerando | Fotos Luis Gomes | Ilustrações Carlos Campoy

Luis Gomes

01-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa
<p> Um degrau no piso eleva o bufê (Etel, mesma loja da mesa oval). Cadeiras da Dpot. Na parede, obra de Luiz Hermano e, sobre o tampo, escultura de Roberto Mícoli</p>
.
Fechar

A conversa não acaba

 

Luis Gomes

1-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa

Apaixonado por vinhos e por receber, o empresário José Homero Moreira Filho queria uma sala de jantar que ajudasse a manter a conversa sempre animada. “Não gosto quando o papo esfria e as pessoas se dispersam. Neste ambiente, tenho tudo à mão para servir meus convidados e o conforto é tanto que não deixa nenhum assunto desanimar”, conta. O trunfo do projeto das arquitetas Ana Claudia Costa e Bianca Notari, da Tride Interiores, é a mesa oval, que gera proximidade. “Além disso, abrimos uma parede para ampliar o espaço e buscamos o aconchego da madeira”, diz Ana Claudia.

Integrada nos fins de semana

 

Luis Gomes

2-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa

De segunda a sexta-feira, os painéis de correr laqueados de branco permanecem fechados, isolando cozinha e sala de jantar. Nos fns de semana, quando o dono do apartamento assume as panelas, os espaços se integram para que a família fque junta. “Enquanto o marido cozinha, a moradora lê um livro e as crianças brincam no estar e na varanda”, conta a designer de interiores Denise Abdalla, que assina o projeto com a sócia, Christiane Sacco. Seguindo a mesma ideia de fexibilidade, o balcão de madeira bruta da cozinha pode servir de aparador ou acomodar mais convidados.

Aqui, sempre cabe mais um

 

Luis Gomes

3-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa

Circulação complicada e muita gente a acomodar? A mesa de jantar redonda é uma boa solução para casos assim, como comprova o arquiteto Fábio Morozini neste projeto. “Escolhi um modelo de 1,80 m de diâmetro para atender os moradores – um casal com um flho e muitos amigos”, afrma. O móvel recebe até oito pessoas confortavelmente. Graças ao lustre de cristal de rocha e à tela dourada, o ambiente ganha um quê clássico. “Ficou chique sem ter aquela imagem de casa intocada. A gente faz questão de aproveitar bem todos os espaços”, diz a moradora, a pedagoga Salete Kokkinos.

Bancada libera a circulação

 

Luis Gomes

4-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa

O apartamento não é grande, tem 70 m², e os flhos precisam de espaço e liberdade para andar de lá para cá. Por isso, Andrea Pimentel, arquiteta e moradora, abriu mão de ter uma mesa de jantar convencional para apostar na bancada junto à parede – uma peça única, que começa na lavanderia e percorre toda a cozinha. Com essa escolha, conseguiu um corredor de 1,30 m de largura da entrada de casa à sala de estar. “Gosto desse estilo, com cara de loft americano. O amarelo da bancada faz um belo contraste com o concreto das paredes e o grafte dos armários.”

Todos sentados com conforto

 

Luis Gomes

5-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa

Anftriã impecável, a pedagoga Maria Tereza Frugoli faz questão de acomodar todos os convidados à mesa nos jantares que organiza. Mas se apaixonou por um modelo quadrado (a Tokio, com tampo de 1,50 x 1,50 m), pequeno para a área de que dispõe. A designer de interiores Luciana Penna e a arquiteta Olivia Messa sugeriram, então, juntar duas peças para compor um móvel retangular. “Pretendo levar uma das mesas quando me mudar para um apartamento menor no futuro. Meus flhos estão adultos e logo não precisarei de todo esse espaço”, conta Maria Tereza.

A mesa é o centro da casa

 

Luis Gomes

6-seis-salas-de-jantar-integradas-a-outros-ambientes-da-casa

É na sala de jantar que o morador passa a maior parte do tempo, estudando com o laptop ou curtindo os almoços de domingo que oferece aos amigos. “Optei por cadeiras de escritório, bem ergonômicas, pois a ideia é ninguém ter pressa de se levantar”, diz. Feita de ébano de macassar, a mesa retangular fca colada a outra, quadrada e laqueada de preto. “Esse móvel menor tem a função de hall de entrada”, explica o decorador Ari Lyra, autor da proposta. “Serve para colocar chaves e correspondência. Num dia de festa, um arranjo de fores a transforma em destaque do ambiente.”

Curta CASA CLAUDIA no Facebook

-->