Seis modelos de fontes

Segundo o Feng Shui, ter uma fonte em casa traz prosperidade.

Por Aldi Flosi Texto Juliana Tourrucôo Fotos Luis Gomes

Uma fonte nasce do breve contato da água com um minimotor simples – desses usados em aquários. Ligada numa tomada, essa maquininha faz o líquido vibrar e subir pela bica. Ao cair, ele provoca um barulhinho relaxante e deixa aerada a fonte, o que a mantém livre de bactérias e mosquitos (que costumam se reproduzir em águas paradas). Fonte parada é sinônimo de musgos e mosquitos. Portanto, fique de olho no minimotor, que deve estar sempre ligado. Para evitar imprevistos, compre os modelos certificados pelo Inmetro, órgão que atesta a qualidade e o consumo de energia. Atenção também ao nível da água. Os modelos expostos ao sol tendem a evaporar rapidamente, por isso pedem abastecimento constante. Sem água, a bomba quebra e será preciso trocá-la. Dica: pelo menos, uma vez a cada dois meses, desligue-a da tomada para fazer a limpeza. Só depois de enxaguar os pedriscos e lavar a sua base com água e sabão neutro, encha-a com água nova e retome o fluxo. Se você gosta da idéia do faça você mesmo, siga nossas dicas e aprenda a fazer sua própria fonte.

Divulgação
Com três quedas de água, seixos brancos e bomba silenciosa, este modelo tem...
Com três quedas de água, seixos brancos e bomba silenciosa, este modelo tem base de cerâmica de alta temperatura, com detalhe de pintura azul vitrificada (33 cm de altura). Obra de Vanessa Branco, por 900 reais*.
.
Fechar

Curta CASA CLAUDIA no Facebook

-->