Seis lavabos com mármore, cimento queimado, papel de parede...

Dá uma satisfação enorme receber os amigos quando a gente tem um lavabo assim. Nestes seis projetos, ideias de materiais e iluminação para um espaço no capricho.

Reportagem Visual Aldi Flosi, Juliana Hamacek, Mariana Pinheiro, Tiago Cappi e Zizi Carderari | Texto Cecilia Croasdell | Fotos Marco Antonio

Marco Antonio

seis-lavabos-decorados

Os lavabos são os ambientes da casa que decoramos pensando nas visitas. Portanto, mostram exatamente o carinho que temos pelos nossos amigos ou familiares. Nos exemplos publicados na revista CASA CLAUDIA , há lavabos masculinos, com tons sóbreos, há lavabos femininos, com cor de uva. Em cada um dos seis ambientes escolhidos o melhor é pensar como os detalhes (nos acabamentos ou acessórios) fazem toda a diferença.

Dá uma satisfação enorme receber os amigos quando a gente tem um lavabo assim. Nestes seis projetos, ideias de materiais e iluminação para um espaço no capricho.

Painel de pura alegria

 

Azulejos com santos, temas folclóricos e muitas fores, assinados pela artista Calu Fontes, compõem um painel no lavabo projetado pela arquiteta Márcia Coelho. “A dona do apartamento queria expressar seu jeito alegre. Este patchwork se encaixou perfeitamente na ideia”, explica Márcia. A arquiteta selecionou cada peça e depois ensaiou a montagem do arranjo no piso. “Procurei deixar os santinhos na altura do olhar”, conta.

Clima urbano e masculino

 

Um pilar existente no lavabo já sugeria a criação de um nicho na parede para disfarçá-lo. “Aproveitei esse vão para encaixar a cuba”, diz o arquiteto Guilherme Torres. Em formato de bloco (50 x 50 x 50 cm), a peça de Corian foi produzida pelo Studio Vitty. Para dar ao espaço a atmosfera contemporânea que o morador desejava, Guilherme revestiu as paredes de tecnocimento (NS Brazil) no tom de concreto. Metais da Deca.

Como se fosse um cenário

 

Ao detalhar o que queria para a reforma do apartamento, a moradora pediu ao arquiteto Toninho Noronha um lavabo bem impactante. “Foi por isso que decidi usar um papel de parede preto (Wallcovering) e uma iluminação cenográfca”, conta Toninho. Embutida na parede, a arandela com jeito de calha (Wall Lamps) é responsável pela luz indireta e pelo clima intimista. Placas de cristal (Vidroart) acomodam os perfumes. Bacia e metais da Deca.

Ousadia cor de uva

 

Tudo começou pela escolha da cuba cilíndrica de 46 cm de altura (Vallvé) e pela necessidade de esconder um pilar na parede. “Desenhei um painel de madeira para disfarçar o desnível e mandei laqueá-lo no mesmo tom do lavatório de resina”, conta a arquiteta Bety Neumann, autora do projeto. Acima da torneira (design de Philippe Starck), não há espelho – ele foi instalado na parede lateral. “O lavabo permite isso.”

Na calmaria dos tons claros

 

O lavabo deste apartamento, morada de Flora e Gilberto Gil em Salvador, acompanha a linguagem da área social: materiais sofsticados, de cores suaves e sem brilho. “A bancada é de limestone, e o piso, do mesmo porcelanato fosco do restante da casa”, conta a arquiteta Cristina Calumby, que assina o projeto com a sócia, Isabel Gonçalves. Uma foto P&B de Christian Cravo, com 1,70 x 1,10 m, veste a parede lateral.

Texturas da natureza

 

A teca maciça foi escolhida para compor a bancada deste lavabo, de 4,75 m², por ser bastante resistente à umidade. Mesmo assim, a designer de interiores Luciana Penna e a arquiteta Olivia Messa tomaram algumas medidas para prolongar a vida da peça: mandaram impermeabilizar a superfície e reduziram a pressão do registro de água para evitar que a torneira respingue. A cuba oval (Punto) também auxilia na tarefa.

Marco Antonio
01-seis-lavabos-decorados
O espelho ocupa toda a parede, inclusive a área abaixo da bancada de mármore crema marfil. “Isso garante profundidade ao espaço e faz com que a área de apoio pareça flutuar”, diz a arquiteta Maria Coelho.
.
Fechar

Curta CASA CLAUDIA no Facebook