Segredos para manter a casa bem arrumada sempre

Quatro mulheres, que estão com a casa sempre em ordem e bonita, revelam como conseguem essa harmonia. Navegue por suas casas e, depois, leia as receitas de organização.

Reportagem Zizi Carderari Texto Kátia Stringueto Fotos Evelyn Müller

Evelyn Müller

00_cc_casa_arrumada

Mia, Lígia, Elisa e Beth estão com a casa sempre em ordem e bonita. É entrar e ficar à vontade. O melhor é que conquistaram essa harmonia com muita leveza. Mia, Lígia e Beth, na verdade, nasceram com o dom da organização e simplificam a vida planejando bem os armários e as estantese priorizando o acesso às coisas e aos objetos do dia a dia. Facilidade é o que interessa. Pois, quanto mais ao alcance das mãos, menos tempo perdido, menos estresse e maior o bem-estar. Elisa teve mais trabalho até perceber que o “tirou, usou, colocou de volta” evita aborrecimentos. Aprendeu (e ensina) que organizar é entender o que você precisa e o que a casa comporta – sem exageros. Para compartilhar com você esse tipo de dica, que descomplica a rotina, nas próximas páginas nossas personagens abrem generosamente as portas de suas moradas. Abaixo da galeria de foto, as receitas de organização de cada uma delas.

Evelyn Müller
01_cc_casa_arrumada
<p> Ateliê da artista plástica Beth Neves - aqui, não se vê um pingo de tinta no chão.</p>
.
Fechar

11 receitas de organização

 

Mia

1. Não acumule o objetos. “O excesso dificulta o uso e a arrumação. Você acaba amontoando as coisas e, sem querer, deixa de utilizar o que tem por não conseguir encontrar.

2. Tenha foco. “É mais fácil pôr ordem na casa quando delimitamos o espaço a ser trabalhado de cada vez. Primeiro, arrume uma gaveta e depois outra. Uma tarefa terminada estimula novas iniciativas.”

3. Deixe a casa pedir o que precisa. “Quando meu marido e eu resolvemos ficar juntos, fomos comprando móveis e objetos aos poucos. Se seu desejo é ter ambientes práticos, naturalmente os itens com essas caraterísticas chamarão sua atenção.

Lígia

4. Armários de louça não podem ser muito profundos. “Os meus medem o suficiente para colocar uma bandeja, entre 40 e 45 cm. Com isso, as pilhas de louças ficam visíveis e fáceis de alcançar.”

5. Em cozinhas abertas (a de Lígia também é integrada ao estar-escritório), alguns equipamentos são providenciais. “Investi em um bom exaustor sobre o fogão e um triturador de lixo, que evita o antiestético lixinho sobre a pia.”

6. Se falta espaço no guarda-roupa, adote embalagens plásticas para compactar edredons e itens de vestuário que não estão em uso na estação. “Chamadas de vac bags, elas são acopladas ao aspirador de pó, que suga o ar do interior.”

Elisa

7. Quando você tem pouco espaço, deve priorizar o que realmente usará. “Em um apartamento de 100 m², posso receber, no máximo, dois outros casais para jantar de cada vez. Então, tenho apenas dois jogos de jantar para seis pessoas.”

8. Lembre que a casa precisa funcionar também na sua ausência. “Montei um álbum com fotos de várias combinações de sousplats, pratos, guardanapos, talheres e taças. Se quero que a empregada deixe a mesa pronta, é simples orientá-la.”

9. Desentulhar é essencial. “Adoro comprar roupa. Mas não soco tudo dentro do closet. Se adquiro três peças, separo pelo menos duas e dou de presente.”

Beth

10.Estabeleça sua própria rotina. “Depois que trabalho, limpo os pincéis porque a tinta a óleo endurece e estraga as cerdas. Acondiciono a tinta em uma prancha de vidro limpa, que vai para dentro de uma caixa plástica com tampa e daí para o freezer. Se não faço isso, perco muito tempo no dia seguinte.”

11. Arquive para saber onde encontrar. “Guardo as contas pagas em uma gaveta da mesa do escritório. Se preciso de algum comprovante, ele estará ali. Quando o ano termina, seleciono os recibos por assunto e aí, sim, coloco em uma pasta etiquetada. Guardo a pasta no armário e deixo a gaveta livre para as contas do ano seguinte.”

 

Curta CASA CLAUDIA no Facebook