Receitas de chás com gengibre, flores, capim-santo, limão...

Em vez de se limitar aos sabores oferecidos pelos fabricantes de chá, crie suas receitas explorando o sabor e o aroma de ingredientes naturais.

Texto Patricia Bernal | Direção de arte Camilla Frisoni Sola | Design Luciana Giammarino | Fotos Iara Venanzi | Reportagem fotográfica Carla Zullo

Iara Venanzi

bof-set-cha_01

Chá de Capim-santo e limão

Receita do chef Gustavo Brusca, do Horta Café & Bistrô, em São Paulo

IngredIentes

• 300 ml de água

• 1 folha de capim-santo picada com tesoura

• 1 gengibre sem a casca cortado em 4 pedaços de 5 cm

• 1 rodela do centro de limão-siciliano com casca

 

Modo de preparo

Ferva a água. Após a fervura, coloque o capimsanto, o gengibre cortado e o limão-siciliano e deixe por 5 minutos em fogo baixo. Desligue o fogo e tampe por mais 5 minutos. Coe, coloque alguns cubos de gelo e sirva.

Iara Venanzi

bof-set-cha_02

Chá de Casca de abacaxi, hortelã e gengibre

Receita da chef Tatiana Cardoso, do restaurante Moinho de Pedra, em São Paulo

IngredIentes

• Casca de metade de um abacaxi cortada em pedaços de 5 cm

• 10 cm de gengibre cortado em lâminas

• 1 xícara de folhas de hortelã

• 3 cardamomos

• Mel a gosto

• Água mineral

 

Modo de preparo

Coloque o abacaxi e o gengibre em uma panela e cubra com água mineral – até 3 dedos acima dos ingredientes. Leve ao fogo e cozinhe por 20 minutos. Desligue a chama, coe, adoce com o mel, coloque as folhas de hortelã fresca e leve para gelar por 1 hora ou acrescente pedras de gelo.

 

Iara Venanzi

bof-set-cha_03

Chai indiano

Receita da chef Carina Müller, do Mercado Apanã, em São Paulo

IngredIentes

• 1/2 litro de água mineral

• 3 bagas de cardamomo

• 2 paus de canela

• 2 cravos-da-índia

• 3 cm de gengibre cortado em rodelas

• 1 colher de sopa de mel

• 100 ml de leite de arroz sabor avelã

 

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes para ferver por 5 minutos, exceto o leite de arroz, que deve ser adicionado no final. Mexa, coe e sirva.

 

Iara Venanzi

bof-set-cha_04

Infusão de flores

Receita da chef Rita Taraborelli, consultora de BONS FLUIDOS

IngredIentes

• 1 colher de sobremesa de rosa branca

• 1 colher de sobremesa de flores de camomila

• 1/2 colher de sobremesa de flores de lavanda

 

Modo de preparo

Coloque os ingredientes em um bule com 1 litro de água fervente, deixe de 5 a 7 minutos e sirva. Se preferir, coe. Sugestão para adoçar: mel de flor de laranjeira.

 

Iara Venanzi

bof-set-cha_05
Para acalmar o corpo e a alma, a chef Carina Müller não abre mão de uma saborosa xícara de chá. Melhor ainda se a receita for preparada por ela mesma.

A chef de cozinha Carina Müller, do Mercado Apanã, em São Paulo, entende tudo de chá. Dos comprados prontos aos vendidos a granel. Mas seu conselho – além, claro, de aproveitar o que o mercado tem de melhor – é criar sua própria receita: “É possível extrair de cascas de frutas naturais ou secas um delicioso sabor e das especiarias, ervas e flores um poderoso aromatizante”, garante. Para comprovar o prazer desse tipo de preparo, experimente as misturas sugeridas a seguir, feitas com flores, frutos e ervas, a exemplo de hortelã e manjericão combinados com especiarias. Além do efeito relaxante, elas têm efeitos nutritivos e curativos.

Também é possível utilizar como base de uma mistura caseira a Camellia sinensis. Conforme a fase da colheita e o tipo de processamento, essa planta dá origem aos chás branco, verde, preto, vermelho e oolong. Entre essas variedades, a diferença está no sabor, no aroma e na cor, além de quantidades de antioxidantes e cafeína que contêm – o branco resulta da primeira colheita, o verde vem num segundo momento, e assim por diante. “Quanto mais cedo é colhida a planta ou menor o tempo de processamento (secagem e torra), maior a quantidade de antioxidantes e menor a de cafeína, no caso do chá branco e do verde. Já com relação ao preto, ao vermelho e ao oolong, ocorre o inverso – quanto mais tardia a colheita e maior o manuseio, menor a presença de antioxidante e maior o volume de cafeína”, diz Bruna Pinheiro, graduada em nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, em São Paulo, e nutricionista do Programa de Emagrecimento Dieta e Saúde, do portal Minha Vida.

Quer mais um bom motivo para optar pela receita caseira? O charme do visual, já que sempre sobram alguns pedacinhos de frutas ou flores na xícara, e isso encanta quem bebe.

 

Agradecimento: loja O Chá.

Curta o CASA.COM.BR no Facebook

-->