Quarto de adolescente com cama suspensa

Neste quarto de 8 m², elevar a cama aos ares criou lugar para uma escrivaninha e uma área de leitura, preservando o armário embutido.

Texto Lívia Maturana | Reportagem Visual Isabella Mendonça | Fotos Marco Antonio

Uma reforma feita em família deu à estudante paulistana Júlia Navarro o que ela sempre quis: uma boa estação de trabalho, uma rede e um canto de leitura. Tudo graças à cama suspensa a 1,50 m do chão, feita por seu pai, Flávio Navarro, especialista em laqueação e pinturas especiais de móveis. Para aliar funcionalidade e estilo, a adolescente contou, ainda, com a ajuda da prima Mayra Navarro, designer de interiores. Juntos, os três pensaram na harmonia entre cores vibrantes, formas arredondadas e linhas retas, sempre em prol de uma composição arrojada, aconchegante e para lá de útil.

Marco Antonio 

01-quarto-de-adolescente-com-cama-suspensa

- Júlia foi taxativa: “adoro roxo bem intenso. não me venham com um lilás de menina romântica”. sabendo disso, mayra apenas propôs suavizar um pouquinho o berinjela, o que levou à escolha do tom festa da uva (ref. 56rB 09/302, da coral) para a única superfície colorida do ambiente.

- A designer de interiores presenteou a prima com as molduras (vidros e christais goia, de r$ 10 a r$ 15 cada uma, conforme o tamanho) que pontuam essa parede. a sugestão é que fiquem sem fotos, diferenciando-se dos porta-retratos tradicionais.

- Somente com a mudança no layout do quarto foi possível ter uma rede de balanço. ela e o violão, pendurados junto da janela, revelam um pouco mais sobre os hábitos da estudante.

Marco Antonio 

02-quarto-de-adolescente-com-cama-suspensa

“A fim de fixar a cama nas duas paredes, abri uma fenda de 2 cm na alvenaria [formando um L] e chumbei o móvel ali, usando cimento”, explica Flávio. “Quatro cantoneiras de ferro instaladas nessa fenda também sustentam a marcenaria. E, para garantir ainda mais segurança, pendurei a cama em dois cabos de aço de 4 mm de espessura, presos no teto”, completa.

- Para a tão sonhada escrivaninha, o pai lançou mão de uma porta que, cortada no tamanho de 1,50 x 0,55 m, deu origem a uma bancada confortável. O vão sob o tampo, fixado a 75 cm do chão, acomoda não só a cadeira como um gaveteiro. Esse já integrava o quarto, mas recebeu nova roupagem, exibindo agora o roxo da parede e o esmalte sintético verde Pimenta Picante (ref. 72YY 47/743, da Coral) da escrivaninha e das prateleiras.

Cadeira

Fora de linha. Modelo parecido: Mimosa. Etna, R$ 119,90

Tapete

Diamond cinza, com 1,60 m de diâmetro. Etna, R$ 399,90

Preços Pesquisados em 26 de setembro de 2012, sujeitos a alteração

Curta o CASA.COM.BR no Facebook

-->