Plantas dentro de casa: que espécies usar?

Revista ANA MARIA sugere as espécies que se adaptam melhor em áreas internas e dá dicas de como cuidar delas

Por Karla Precioso, para a revista ANA MARIA

_

ana-maria

Dreamstime

01-plantas-dentro-de-casa-que-especies-usar
Antes de escolher a espécie mais indicada para cada espaço da sua casa

Uma ambiente com plantas é sempre mais agradável. “Todas as espécies são seres vivos e excelentes fontes de energia. Por isso, se bem-cuidadas, exercem um poderoso efeito terapêutico, além de contribuir para a qualidade do ar que respiramos”, diz a paisagista Ana Maria Gonçalves. Para mantê-las bonitas e viçosas, é preciso dominar algumas técnicas. Segundo a especialista, além de luminosidade e entilação, é fundamental fornecer a quantidade certa de água. “Regá-las em excesso é tão ruim quanto deixá-las secas, pois isso compromete seu desenvolvimento.” E você não precisade espaço externo para cultivar plantas. Dá para ter flores e folhagens lindas dentro de casa - o importante é escolher bem as espécies.

À meia-sombra (lugar luminoso, mas sem sol direto):

Divulgação

01b-plantas-dentro-de-casa-que-especies-usar

■ Árvore da

felicidade

■ Cheflera

■ Guaimbé

■ Hera

■ Monstera

■ Samambaia

■ Violeta

Em áreas de sombra:

Divulgação

01c-plantas-dentro-de-casa-que-especies-usar

■ Acmea

■ Azaleia japonesa

■ Fícus

■ Zamioculcas

Em áreas com sol pleno:

■ Cactus

■ Crisântemo

Como cuidar das suas plantas

1) Atenção à cor da planta: se estiverem amarelas, indicam excesso de luz. Quando muito escuras, revelam falta de luminosidade. O ideal é deixar os vasos em locais com circulação de ar. Cuidado com o excesso de vento, que é prejudicial – principalmente nas espécies com folhas maiores.

2) Troque de vaso: se você quer que a planta cresça mais e as raízes dela já estão ocupando todo o vaso, troque-o por um novo, com um diâmetro de 3 a 5 cm maior (vire o vaso antigo de cabeça para baixo e retire a planta). Coloque uma camada de pedras no fundo do vaso novo e complete com substrato, que pode ser feito com a mistura de partes iguais de terra vegetal, húmus e areia.

Dreamstime

02-plantas-dentro-de-casa-que-especies-usar
Troque a planta para vaso maior e permitir que a raiz expanda e ela cresça

3) Adube: a cada quatro ou cinco meses, use adubos solúveis, que podem ser aplicados nas regas. Fertilizantes de liberação lenta (pastilhas) também funcionam. Siga as dosagens recomendadas nas embalagens. Como a água, adubo em excesso pode matar a planta.

4) Retire folhas mortas:de tempos em tempos, retire folhas e ramos mortos ou doentes. Isso trará mais saúde e beleza à planta. As folhas acumulam poeira e isso compromete a beleza e a saúde delas. Por isso, uma vez por mês, limpe-as com um pano úmido.

5) Regue na dose certa. Rega inadequada costuma ser a principal causa de problemas nas plantas. Por isso, cheque a umidade da terra diariamente. Coloque o dedo a uns 2 cm de profundidade. Se a terra estiver seca, é hora de molhar. Antes, afofe a terra com um garfo próprio ou com apetrechos de jardinagem. Se o vaso estiver num local que recebe chuva, coloque cascalhos sobre a terra para que funcionem como um filtro contra impurezas. Atenção: Evite o acúmulo de água no pratinho. Além de fazer mal para a planta, ele pode virar foco do mosquito da dengue. Fique atenta também ao fato de que algumas espécies precisam de mais umidade que outras. Os cactos, por exemplo, necessitam que a terra fique bem seca antes de regar. Já a avenca pede mais umidade,ou seja, regas mais frequentes.

Dreamstime

03-plantas-dentro-de-casa-que-especies-usar
Cheque se a terra está úmida diariamente.

6) Nunca abandone a planta. Não esqueça das plantas quando viajar. Peça para alguém cuidar delas ou deixe uma garrafa PET com água virada dentro do vaso (fure a tampa para que a água caia aos poucos na terra).

7) Plantas no quarto não! Evite deixar as plantas em quartos. É que o excesso de gás carbônico no ar por causa da nossa respiração pode prejudicar.

 

Curta o CASA.COM.BR no Facebook