Decoração simples, mas muito chique

Simples e chique, a decoração sem excessos deste apartamento desperta o sentimento de tranquilidade.

Reportagem Visual Cristina Bava e Isabella Mendonça (assistente) | Texto Lúcia Santos Gurovitz

Para a arquiteta Tania Eustaquio, uma decoração livre de excessos desperta o sentimento de tranquilidade. “Não é necessariamente viver com menos coisas, mas reduzir a quantidade de informação visual dentro de casa”, explica. Neste apartamento, em um prédio projetado pelo arquiteto David Libeskind, na capital paulista, ela adotou móveis de desenho simples e elegante – apenas os essenciais para suprir as necessidades dos moradores. “Penso na marcenaria como algo que vá durar para sempre. Ela precisa ser útil e ter linhas simples, proporções muito corretas e execução primorosa”, diz. Os mesmos critérios – beleza, qualidade e durabilidade – foram aplicados na seleção dos demais móveis. “Conforto também é básico. Não saberia indicar uma cadeira linda, porém incômoda.” Conheça ainda o projeto deste dúplex, que também conta com eficientes armários, feitos sob medida.

Divulgação
A arquiteta desenhou o móvel de linhas delgadas, de madeira com portas laque...
A arquiteta desenhou o móvel de linhas delgadas, de madeira com portas laqueadas, que serve de apoio para as cerâmicas da artista Shoko Suzuki. Conforto e bom desenho orientaram a escolha da poltrona vermelha Metropolitan e da chaise-longue cinza, ambas da Atrium, mesma loja das mesas laterais. O tapete é da By Kamy e o vaso com flor é da Zona D.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook