Decoração mineira: 17 peças rústicas e com muita história

Casa de alma mineira: madeira bruta, artesanato e rusticidade marcam esse estilo de decorar.

Reportagem Visual: Sandro Brasil Texto: Regina Galvão Fotos: Marcos Antonio

Divulgação

Um título para uma foto sem titulo
A dona deste imóvel nasceu em São Paulo, mas garante que seu coração é mineiro. “Sou apaixonada por esse estilo”, diz a empresária Sonia Vitalino, proprietária do ateliê Oficina de Agosto, fundado em 1989 com o irmão, o artista plástico Antônio Carlos Beck, o Toti, que se instalou em Bichinho, na Zona da Mata de Minas Gerais. Estilo esse que se traduz pela maneira carinhosa de receber os amigos, pelo talento de saber combinar tradição e modernidade e pela habilidade de criar ambientes acolhedores usando itens que contam histórias. “Valorizo os móveis de madeira rústica, de tamanhos generosos, mas também as peças delicadas, de recortes precisos e acabamentos finos. São itens únicos, que não envelhecem e trazem personalidade à decoração”, acredita Sonia. A maestria dos artesãos que se estabeleceram em terras mineiras nos ciclos do ouro e do diamante, entre os séculos 17 e 18, explica esse legado do fazer manual. “A boa casa mineira conserva os elementos da tradição, nos hábitos, na culinária e nos objetos, sem deixar de projetar a contemporaneidade”, afirma o artista plástico e pesquisador da cultura brasileira José Alberto Mener. Por falar em artesanato, você sabia que uma artista mineira foi a primeira colocada no TOP 100 Artesanato, promovido pelo Sebrae?

Divulgação
Peças artesanais de madeira sobressaem na decoração da casa de Sonia Vital...
Peças artesanais de madeira sobressaem na decoração da casa de Sonia Vitalino. A maioria delas foi concebida pelo irmão Toti, mestre da Oficina de Agosto, como o painel circular do Divino Espírito Santo.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook