6 boas ideias para a reforma da sua área de lazer

Com a reforma, o espaço dessa casa passou a ser mais usado. Agora, ele é um canto de relax e acolhe tanto os adultos quanto as crianças

Atualizado em

em ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO

1) PAVILHÃO GOURMET

Cacá Bratke
	 A área gourmet tem uma cozinha completa, muitas mesas, churrasqueira, forno de pizza e fogão a lenha...
 A área gourmet tem uma cozinha completa, muitas mesas, churrasqueira, forno de pizza e fogão a lenha...

Erguido junto à piscina, o galpão se volta para a paisagem. Em seus 300 m², há uma cozinha completa, muitas mesas, churrasqueira, forno de pizza, fogão a lenha... Enfim, tudo o que é necessário para as farras gastronômicas, adoradas por famílias numerosas. Sobre os pilares de concreto revestidos de pedra moledo, fica a estrutura metálica da cobertura, montada com vidro temperado. Embaixo das placas transparentes, treliças de bambu filtram o sol e mantêm o clima ameno.

 

2) PISCINA MAIS SEGURA

Cacá Bratke
	 	Com foco na diversão dos pequenos, criou-se uma prainha, área rasa próxima da borda da piscina.
  Com foco na diversão dos pequenos, criou-se uma prainha, área rasa próxima da borda da piscina.

Reformado, o tanque agrada a adultos e crianças. A maior mudança foi a redução da profundidade, que passou de 2m para 1,50m. Com foco na diversão dos pequenos, criou-se uma prainha, área rasa próxima da borda. “Essas duas soluções diminuíram o volume de água em 35%”, detalha o designer de interiores Fabio Galeazzo, de São Paulo, autor do projeto. Como toque final, o acabamento antigo, azul, deu lugar às pastilhas cerâmicas de tom esverdeado (Keramika).

 

3) JARDIM CHEIROSO

Cacá Bratke
	Crescem mais de dez variedades de rosa perto de um dos espelhos-d’água deste jardim
Crescem mais de dez variedades de rosa perto de um dos espelhos-d’água deste jardim

Ao redor da casa, paira um perfume suave. A origem está na parte mais baixa do terreno, na qual crescem mais de dez variedades de rosa perto de um dos espelhos-d’água. Junto das roseiras comuns, convivem versões míni e trepadeiras, amparadas a treliças para impulsionar sua escalada. O espaço à moda antiga exibe, ainda, árvores frutíferas, completando a alegria de visitantes e passarinhos. A arquiteta Danielle Skubs e o designer Paulo Capel auxiliaram no projeto.

 

4) USAR BAMBU

Cacá Bratke
	Esta é a sala de massagem. Ela tem revestimensto de bambu em algumas paredes e no teto.
Esta é a sala de massagem. Ela tem revestimensto de bambu em algumas paredes e no teto.

Adaptado a vários usos na arquitetura, o bambu cumpre diversos papéis nesta reforma. Na sala de massagem, reveste algumas paredes e o teto, garantindo o conforto termo acústico do ambiente.“Costumo incluir o bambu numa categoria de materiais que chamo de honestos – aqueles que não precisam de acabamento depois de instalados”,conta Fabio Galeazzo.

Cacá Bratke

      	O bambu substituiu os forros de gerro
O bambu substituiu os forros de gerro

Tal praticidade se multiplica casa afora. Depois que o pé-direito de toda a construçã ofoi elevado, o forro de gesso também sucumbiu à alternativa natural, renovável e leve. Aqui, até os pontos de iluminação se inserem entre as lâminas, fixadas em vigas metálicas. A vocação decorativa ganha destaque quando o elemento se repete na porta de passagem para a área social. Já sua força estrutural comparece na sustentação do telhado que cobre o corredor de entrada. Antes de fazer parte da obra, a matéria-prima, fornecida pela Bambu Carbono Zero, passou por autoclave, tratamento que afasta brocas e cupins e propicia durabilidade superior a 20 anos.

Cacá Bratke
	Área social da casa também contou com o bambu em acabamentos
Área social da casa também contou com o bambu em acabamentos
Cacá Bratke
	No corredor de entrada, o bambu foi usado na sustentação do telhado.
No corredor de entrada, o bambu foi usado na sustentação do telhado.

 

5) APOSTA NAS ROCHAS

Cacá Bratke
	As pedras moledo foram assentadas uma a uma nesta parede
As pedras moledo foram assentadas uma a uma nesta parede

Ainda em seu estado natural, as pedras moledo foram assentadas uma a uma como revestimento de paredes internas e pilares externos. “O trabalho, artesanal, tem a intenção de trazer a natureza à casa. Vejo isso como forma de quebrar a dureza do cotidiano”, aponta o designer. Em alguns locais,a exemplo da sala de estar, galhos secos colhidos na propriedade incrementam a ambientação. “Eles dão graça à aparência bruta”, completa.

 

6) TER O VERDE POR PERTO

Cacá Bratke
	Um jardim cresce na parede externa vizinha da sala principal, neste projeto de Fabio Galeazzo
Um jardim cresce na parede externa vizinha da sala principal, neste projeto de Fabio Galeazzo

Como se não bastasse a natureza ao redor, um jardim cresce na parede externa vizinha da sala principal. O mix de folhagens está plantado em blocos de cerâmica (GreenWall Ceramic) e divide espaço com um espelho-d’água, que ajuda a manter a umidade do local em níveis agradáveis. Feitas de granito bruto, as duas fontes redondas são as responsáveis pelo suave barulho, trilha sonora das mais apreciadas para os momentos de descanso.

 

Por Deborah Apsan (visual) e Lara Muniz (texto) Fotos Cacá Bratke

rede mdemulher