Apartamento reformado em Salvador com vista para o azul do mar

A arquiteta Joana Requião reformou e decorou o apartamento com mãos delicadas. Trouxe o branco para trazer fluidez e abriu os ambientes para ressaltar a paisagem

Atualizado em

em CASA CLAUDIA

O apartamento dúplex de 245 m² fca em um edifício dos anos 1950, projeto de Edgard Cerqueira, que é uma referência da arquitetura moderna em Salvador. “Ao visitá-lo, fui fsgada pelo pé-direito, de 3 m, e pela vista para o mar da Barra”, conta a arquiteta Joana Requião. Casada e sem flhos, ela considerou seu momento de vida ao decidir derrubar paredes e integrar ao máximo os espaços. “Assumi vigas e pilares, expus a estética da construção e fz da escada um elemento escultórico”, diz, referindo-se à estrutura metálica com degraus de concreto revestidos de cimento branco.

Como a arquiteta conseguiu a atmosfera de praia

 

Uma atmosfera de praia chique transparece em todos os ambientes. Essa sensação é trazida, em grande parte, pelos acabamentos escolhidos pela arquiteta, que ela replicou ao longo do projeto para que os espaços conversem entre si. Pode passar despercebido, mas faz a diferença: a mesma nata de cimento branco cobre as paredes, o lambri de madeira, já visto no andar de baixo, se repete no de cima e segue a linguagem do forro e das portas. “No teto, as réguas acompanham a inclinação do telhado, o que cria a sensação de estar em uma casa”, diz Joana.

O aproveitamento da paisagem

 

A paisagem inacreditável do apartamento tem explicação: o prédio fca na Graça, bairro alto de Salvador. Além disso, Joana tratou de abrir caminho para aproveitar melhor o privilégio de viver no último andar. Ela substituiu as paredes do quarto e da sala íntima por portas camarão, que se abrem por completo para o terraço, e instalou placas de vidro no lugar do guarda-corpo. Ao fm do dia, iluminada pela luz acolhedora do pôr do sol, a área ao ar livre vira o espaço preferido da casa. “Esta vista azul foi minha maior inspiração no projeto”, afrma Joana.

Bate-papo com Joana Requião 

Marco Antonio
entrevista-joana-requiao

Qual é a melhor coisa de morar em Salvador?

Minha família e meus amigos estão aqui. Salvador, para mim, é a base acolhedora, de onde parto e para onde sempre retorno.

Que característica de sua casa a deixa mais feliz?

O pé-direito alto, porque não me sinto confinada.

O que faz para relaxar?

Gosto de ler, ver filmes, realizar minhas pesquisas de arquitetura. Também adoro preparar uma massa para os amigos. Por isso, sala e cozinha são integradas.

Como mantém a casa arrumada?

É fácil porque não tenho muitas coisinhas. Praticidade é uma palavra-chave de meu trabalho que também levo para minha rotina.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

 

Reportagem Visual Tiago Cappi | Texto Simone Serpa | Fotos Marco Antonio