25 aparadores: você precisa desse apoio

Ao chegar em casa carregando chaves, bolsa, carteira, correspondência ou um buquê de flores, é muito bom encontrar um aparador sempre disponível.

Reportagem Visual Aldi Flosi e Olivia Canato (assistente) | Texto Silvia Avanzi | Fotos Marco Antonio (Ambientes) e Divulgação (Produtos)

Como o aparador costuma ficar logo na entrada, vale a pena contemplá-lo com um bonito arranjo de objetos para causar uma boa primeira impressão. Mostramos aqui cinco propostas com decoração e 20 opções de peças.

Aparador com ilustrações de borboleta

 

Divulgação

01

O vão sob a escada, área difícil de aproveitar, virou um espaço encantador pelas mãos dos designers Pedro Alberto Alves de Ávila e Mónica Penaguião. A dupla escolheu o aparador Farfalle (Poeira), criado pelo artista italiano Barnaba Fornasetti com as ilustrações de seu pai, Piero. Só o móvel já faria bonito, mas eles ainda investiram em objetos marcantes, como o relógio de George Nelson, a luminária da Jieldé e a cabeça de porcelana do espanhol Jaime Hayon (também da Poeira). “O pufe oferece conforto para fazer anotações”, diz Pedro.

Aparador preto em parede preta

 

Divulgação

02

A entrada do apartamento ganhou um visual de impacto no projeto assinado pelo arquiteto Toninho Noronha. “Propus pintar de preto a parede lateral à porta para que o tom escuro emoldurasse o quadro da artista Vânia Mignone”, explica. Como a obra de arte é linda, Toninho queria que nada roubasse a atenção dela. Por isso, escolheu um aparador de linhas delgadas, de metal pintado de preto e com tampo de cristal de rocha (Esther Giobbi), que quase se funde à parede. Sobre ele, vasos de vidro e livros coloridos.

Aparador com pés palito

 

Divulgação

03

Um misto de tranquilidade e acolhimento exala deste espaço, idealizado pela designer de interiores Antonia Mendes para o apartamento de um jovem casal. As sensações gostosas vêm do domínio do branco. Ele aparece na parede, no aparador (Raru’s Design), no vaso, na luminária e na escultura de cavalo (Benedixt).“Gosto de trabalhá-lo como volume, e não só como base”, diz ela. Para equilibrar, chega o toque caloroso do vermelho dos quadros da galeria Mônica Filgueiras & Eduardo Machado.

Aparador fixado na parede

 

Divulgação

04

Na reforma do apartamento de um escritor, a arquiteta Tania Eustáquio trouxe parte da biblioteca para a sala de jantar, aberta para o estar. Nesse espaço social, o aparador de mármore pigués (Athenee Mármores), desenhado por Marcelo Modenesi, foi embutido na parede com o espelho, se integrando ao projeto minimalista. “A função da peça é servir de apoio nas refeições e funcionar como base para a escultura do artista Ascanio MMM”, conta Marcelo. A mesa é da Micasa, e as cadeiras, do Arquivo Contemporâneo.

Aparador com visual masculino

 

Divulgação

05

Basta entrar neste apartamento para imaginar que nele mora um homem solteiro. A cor da parede (Suvinil, ref. D 146**) e o estilo austero da decoração revelam traços da personalidade do dono. “Ele é um jovem empresário amante de arte”, conta o arquiteto Artur Ferreira, que assina o projeto com a sócia, Adine Woda. A busca por um visual masculino também orientou a escolha do aparador de estilo biedermeyer (Ivy), com duas práticas gavetas. “Elas guardam chaves, canetas e um bloco de anotações.”

Divulgação
01-aparadores-decoracao
Estrutura de MDF, laca e tampo de vidro chocolate compõem o modelo Eiffel (2 m x 50 cm x 80 cm*). Na Ilustre por 3 690 reais.
.
Fechar

 

Curta CASA CLAUDIA no Facebook

-->