A delicadeza da renda Renascença

A arte feita pelas artesãs da Paraíba encanta pelo bordado em que predominam os códigos de nós e os entrelaçados exclusivos.

Por Andréia Barros Fotos Lenda Trindade

A renda Renascença é uma técnica têxtil que teve sua origem em Veneza, na Itália, no século XVI, e foi introduzida no Brasil por freiras européias. O bordado delicado difundiu-se por aqui pelas mãos das rendeiras nordestinas, que passam a arte de geração em geração.

No ofício, linha, agulha e lacê bordam e alinham toalhas, lençóis, colchas, fronhas e mantas. As rendas Renascença são famosas pelo estilo de bordado feito exclusivamente à mão, com traços marcantes, em que predominam pontos exclusivos e entrelaçados delicados. Neste traçado, desenhos concêntricos se projetam em linhas sinuosas e divergentes. Tradicionalmente feita em tecido branco, a renda Renascença do Nordeste ganhou versatilidade e passou a ser feita também nas cores preta, marrom café, laranja e azul marinho.

A produção chegou à Paraíba na década de 1950 e se concentra hoje na região do Cariri, onde mais de 400 rendeiras estão organizadas em cinco associações, que criam os bordados e já exportam para diversos países.

Divulgação
Almofadas Cabocla: diferentes tipos de pontos revelam a maestria das rendeira...
Almofadas Cabocla: diferentes tipos de pontos revelam a maestria das rendeiras paraibanas da região do Cariri.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook

-->