22 portas internas, externas e de segurança

Porta com abertura simples, pivotante ou de correr? Para facilitar sua escolha, selecionamos 22 modelos - entre eles, opções que reforçam a segurança.

Reportagem Edson G. Medeiros (visual) e Fernanda de Castro Lima (assistente), Lara Muniz (texto) Fotos: Luis Gomes Ilustração: Fabio Flaks

No abre e fecha do dia a dia, poucos reparam nessa peça fundamental ao bom funcionamento da casa. Mas basta surgir um probleminha - ou encontrarmos pela frente um belo modelo - para percebermos a importância das portas num projeto. "É importante que ela combine com o estilo da casa. Manter a unidade torna o conjunto equilibrado", ensina o arquiteto paranaense Guilherme Torres. A variedade de opções prontas encontradas no mercado é grande, mas fica difícil resistir à ideia de ter uma criação exclusiva. "Se isso não for viável, acabo customizando uma peça comprada pelo morador", revela a arquiteta Jóia Bergamo, de São Paulo. Vãos generosos e cores e acabamentos caprichados estão entre as indicações dos profissionais. "Uma porta que vai do piso ao teto parece receber melhor os visitantes. Gosto de causar essa impressão", diz Guilherme. Aquelas de abertura simples - também conhecidas como de giro - ainda são as mais vendidas e as que contam com mais ofertas nas lojas. No entanto, o sistema tradicional já começa a perder lugar para outros mais modernos. Muito procuradas para a entrada da casa, as pivotantes precisam de um vão mais amplo, pois é a posição do pivô que determina a largura da passagem. As de correr conquistam fãs entre as pessoas que necessitam economizar espaço, já que podem ser embutidas na alvenaria ou atrás da marcenaria (vale lembrar que esse tipo de porta exige o uso de trincos curvos, os únicos que fazem o fechamento apropriado). Por fim, as portas de segurança não saem de moda por oferecerem resistência a arrombamentos. Aparecem especialmente na entrada, nos quartos principais e na passagem entre andares. Veja a seguir uma seleção de 22 modelos de diferentes estilos.

Divulgação
No projeto do arquiteto paranaense Guilherme Torres, um muxarabiê (tipo de t...
No projeto do arquiteto paranaense Guilherme Torres, um muxarabiê (tipo de treliça) de cumaru (2 x 2 m) forma a porta pivotante. Uma placa de vidro temperado recheia a peça (80 mm) e aumenta a segurança. Com painel externo, vale R$ 10 mil.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook