Casa Created with Sketch.

Receitas de sobremesas sem açúcar (e sem adoçantes!)

A jornalista Sônia Hirsch, a nutricionista Astrid Pfeiffer e a chef de cozinha Nina Horta ensinam receitas de sobremesas que não levam açúcar (e sem adoçantes também). 

Em seu livro Paixão emagrece, Amor engorda, a cronista Sônia Hirsch ensina como preparar sobremesas sem açúcar. Entre a apresentação de uma receita e outra, mostra a surpresa das vizinhas, incrédulas com um prato doce que não contém esse ingrediente. Ela explica: “A vizinha não acredita que não coloquei açúcar. Questão cultural: o Brasil colônia cresceu em cima dos engenhos de cana, e a gulodice criou uma receita padrão onde se põe sempre metade açúcar, metade fruta. Para quê? Para enjoar, decerto. Porque precisar, não precisa. Uns cravinhos, talvez um pau de canela, tudo bem.” Sim, com os truques certos, é possível eliminar o açúcar. Aliás, na Revista Bons Fluidos, você confere quais as vantagens para sua saúde de diminuir o consumo desse ingrediente. Também leu um passo a passo de como reduzir, semanalmente, sua ingestão nas refeições. Para auxiliá-lo a diminuir ainda mais o consumo desse alimento à mesa, conversamos com Sônia Hirsch, com a chef Nina Horta, do buffet Ginger, e com a nutricionista Astrid Pfeiffer e lançamos a eles um desafio: como fazer uma sobremesa sem açúcar? Confira as sugestões.

receitas-de-sobremesas-sem-acucar

Laranja paulista, por Nina Horta

A receita é simples: encher uma vasilha rasa com laranjas doces cortadas em rodelas ou cubos, sem a pele branca e a transparente. Jogar coco ralado por cima e, em seguida, colocar na geladeira. “Essa é uma sobremesa muito refrescante e tradicional de São Paulo”, Nina afirma.

Sopinha gelada de melão, por Nina Horta

Também de Nina, esta receita é bem simples e rápida. Cortar 1 melão em pedaços e, nele, acrescentar 2 xícaras de suco de laranja e 1 colher de caldo de limão. Enfeitar com hortelã. O ideal é que seja servida em cálices.

Torta de maçã com crispies de aveia, por Nina Horta

Descascar 3 maçãs e fatiá-las. Colocar as fatias em uma forma baixa e untada. Sobre elas, adoçante e pitadas de canela. Cobri-las com uma xícara de aveia instantânea, uma colher de chá de essência de baunilha, meia colher de canela em pó e duas colheres de manteiga. Misturar os ingredientes e pôr no forno por 30 minutos. Rende sete porções.

Musse de abacate e caldo de cana, por Astrid Pfeiffer

2dalta

O prato leva 2 xícaras (cha) de caldo de cana congelado (500 ml), abacate maduro (300 g), 2 colheres (sopa) rasas de cacau em pó (10 g), Anote o modo de prepará-lo. Deixe o caldo de cana descongelar por 15 minutos e coloque-o no liquidificador, acrescentando o abacate picado e o cacau. Bata até que fique com a consistência de musse. A sobremesa está pronta e rede 3 porções (xícaras).

Bananas em calda, por Sônia Hirsch

“Na cozinha bebo dois copos de água fresca e vejo a penca de bananas do sítio, pra lá de maduras, a casca ficando preta. Simples e fácil: descascar, cortar as pontas e colocar sem mais cuidados na panela de pedra com uma pitada de sal. Tampar e acender um fogo bem baixo, para que o calor aos poucos vá fazendo as bananas suarem. Suarem tanto que o suor vira calda, o esqueleto da banana aparece, a calda concentrada se reincorpora em forma de banana; e quando o cheiro estiver escandalosamente doce, o doce está pronto.”

Trecho de Paixão emagrece, Amor engorda, de Sônia Hirsch

Pratos com maçãs, por Sônia Hirsch

“Com maçãs fica um doce fino, delicado, em pedaços ou purê. O trabalho é só descascar e tirar o miolo [da maçã], depois colocar na panela de pressão com um dedo de água no fundo, mais a famosa pitadinha de sal. E cravo e canela, se quiser. Assim que a panela chiar o fogo deve ser reduzido ao mínimo, quase apagando, e o fenômeno se repete: a maçã vai suar, virar calda, reinventar-se maçã, ficar muito doce. Outro jeito bom é assar maçãs inteiras no forno, dentro de um pirex tampado, para servir quentes numa noite de frio. Com uma caldinha de chocolate meio-amargo, talvez, e umas amêndoas. Qualquer fruta obedece à ordem e dá essa boa compota: basta estar bem madura, o que significa que a frutose está no seu ponto máximo.”

Trecho de Paixão emagrece, Amor engorda, de Sônia Hirsch

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s