Casa Created with Sketch.

Cinesiologia: aprenda a fazer movimentos que acalmam e curam

Ao estimular o bom fluxo de energia, a cinesiologia dissipa a tensão, colaborando para uma expressão relaxada, reflexo do bem-estar que vem de dentro.

cinesiologia-aprenda-a-fazer

Há muitas maneiras de manter o equilíbrio. Algumas estão ao alcance das mãos, como os exercícios a seguir, elaborados com todo o cuidado e técnica pela cinesiologia aplicada– processo terapêutico natural e com enfoque holístico que utiliza o movimento do corpo para desbloquear nós de energia vital e revitalizar corpo e mente.

Na prática, são movimentos muito simples de executar. Um leve tamborilar dos dedos nos chamados pontos reflexo espalhados pelo corpo ajuda a liberar tensões e toxinas decorrentes de sobrecargas produzidas pelo estresse. “Em 1933, o médico americano Frank Chapmann descobriu que existiam nódulos associados ao sistema linfático.Mais tarde, em 1960, o dr. George Goodheart decifrou que esses pontos linfáticos, quando pressionados, ativavam o funcionamento do tônus muscular. Ele verificou que omesmo acontecia quando os pontos reflexos do conjunto de nódulos ligados ao sistema vascular eram estimulados com toques suaves”, diz a terapeuta holística e professora de ioga Marta Ricoy, de São Paulo. “Assim, com foco nos pontos neurolinfáticos e neurovasculares, muitas técnicas foram desenvolvidas com a finalidade de harmonizar e restaurar o equilíbrio energético em diferentes níveis: estrutural, químico e emocional”, explica.

Esses pontos também estão associados aos meridianos, linhas energéticas que percorrem o corpo segundo a acupuntura. “A ativação deles por meio de automassagemtraz profundo bem-estar. E um resultado indireto desse equilíbrio interno é o semblante relaxado”, diz Eunice Barrak Ermel, acupunturista especializada em cinesiologia, de São Paulo. O melhor é que esse fluxo de energia saudável proporcionado pelos toques sutis é fácil de ser incorporado no dia a dia, como provou a dramaturga e jornalista Silvia Gomez, editora da revista CASA CLAUDIA, convidada para ser modelo desta reportagem. “Parar por um momento e fazer essa sequência me deu uma sensação boa, relaxante. É muito fácil decorar a sequência e repeti- la depois”, diz Silvia, casada e com um filho de 4 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s