Casa Created with Sketch.

5 espécies de plantas para cultivar no banheiro

O importante é escolher as espécies resistentes ao vapor e à falta de luz natural, comuns a esse cômodo. Veja quais são e como cuidar delas.

É possível manter no banheiro diversas espécies, das básicas violetas às deslumbrantes rosas-do-deserto. Basta adotar os devidos cuidados. Ao contribuírem com a decoração, flores e folhagens tornam o espaço mais agradável. Estude seu caso e selecione entre as opções que se adaptam à umidade do local – nem todo verde sobrevive na vizinhança do chuveiro.

Entre os clientes da paisagista Gigi Botelho, de São Paulo, são muitos os pedidos de quem quer colocar as protagonistas do jardim no banheiro. “As pessoas veem isso em novelas e mostras de decoração e ficam interessadas. No entanto, não é qualquer espécie que se adapta, pois esse ambiente costuma receber menos luz e ser úmido e pouco arejado”, fala a especialista. Indo direto ao ponto, se não houver janela no cômodo, desista da ideia: você só desperdiçará tempo e dinheiro tentando manter as plantas vivas. Caso a abertura esteja garantida, a primeira dica é dispor o vaso próximo dela, em um local banhado pela claridade. Há algumas espécies, como a miniespada-de-são-jorge, que gostam de meia-sombra, então aceitam ficar no chão. A paisagista Ana Paula Magaldi, também da capital paulista, ensina que, na maioria dos casos, deve-se empregar um substrato 100% orgânico de turfa, material de origem vegetal tão fértil que dispensa até a terra, já que soma todos os nutrientes necessários. Outra recomendação é preferir mudas crescidas, com mais chance de sobreviver, a sementes recém-plantadas. “Vasos de cerâmica são melhores que os de outras matérias-primas”, garante Gigi. Como manutenção geral, realize mensalmente uma pulverização preventiva contra fungos. “Para combater a umidade excessiva, procure manter os vidros abertos sempre que possível, permitindo a ventilação e a entrada dos raios solares”, orienta Ana Paula. Devido a condições tão adversas, pode acontecer de, mesmo tomando essas precauções, a plantinha não resistir. Àqueles que possuem um banheiro sem muita luz ou abafado, resta a opção de encampar os exemplares artificiais, as chamadas espécies permanentes – não é a mesma coisa, mas já imprime um pouco de verde no espaço.  

 

Preços Pesquisados em 7 de outubro de 2013, sujeitos a alteração.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s